Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2019

SÃO SILVESTRE DE LISBOA

Pelo 11º ano consecutivo realizou-se a Corrida São Silvestre de Lisboa e que constitui a derradeira prova dos atletas das LEBRES E TARTARUGAS em cada ano civil.

 

Em 2018 a nossa equipa esteve representada por quatro atletas:

 

  • Carlos Teixeira, totalista da prova
  • Carlos Gonçalves, presente em sete edições
  • Gonçalo Sousa, em substituição do seu pai Frederico Sousa e que perdeu a condição de totalista
  • Pedro Antunes

 

Depois de algumas alterações, quer em termos do percurso da prova quer do horário – houve uma edição que foi disputada de manhã, a São Silvestre de Lisboa tem-se mantido fiel ao figurino que tivemos este ano.

 

Novidades não houve. A grande afluência de atletas confere uma animação dificilmente igualável em qualquer outra prova de estrada. Como habitualmente os atletas são distribuídos por quatro compartimentos: Elites, Sub 50, Sub 60 e Mais de 60.

 

O ponto de encontro dos atletas foi, como já vem sendo hábito, o Elevador da Glória mesmo à entrada da Praça dos Restauradores. Pouco passava das dezassete horas e a equipa estava reunida. Não totalmente pois o Gonçalo Sousa não se encontrou com os restantes colegas.

 

Quando nos aproximávamos das 17 e 30 os nossos “rapazes” dirigiram-se para os respectivos compartimentos. Carlos Teixeira, o nosso atleta de Elite, encaixou-se no grupo dos Sub 50. O Pedro Antunes e o Carlos Gonçalves fizeram companhia um ao outro no último sector.

 

Após a habitual cerimónia de entoação do hino nacional, acompanhado em uníssono pela esmagadora maioria dos atletas, inicia-se a prova com a partida dos atletas de Elite.

 

Gradualmente vão-se esvaziando os compartimentos. Mais de dez minutos após o “tiro” inicial passam pela meta os atletas Mais de 60. Aliás este segmento foi o mais preenchido com mais de 6000 corredores.

 

Se alguém não esperava alguma confusão nos primeiros quilómetros então decididamente que ou participou pela primeira vez ou então estava na corrida errada.

 

A animação dos milhares de participantes é uma imagem de marca da São Silvestre de Lisboa. E não é, decididamente, uma vulgar corria de dez quilómetros para se fazer um bom tempo. Mesmo assim os nossos atletas conseguiram marcas um pouco mais ambiciosas do que se esperaria.

 

Para aumentar o encanto de prova refira-se que para a esmagadora maioria dos atletas a corrida disputou-se já noite dentro perfeitamente emoldurada pelas iluminações natalícias da Baixa Lisboeta.

 

Como tem sido habitual nos últimos anos a organização manteve a competição adicional do último quilómetro sempre a descer e que serve de compensação ao enorme esforço que é exigido aos atletas com a desgastante subida da Avenida da Liberdade até à Praça do Marquês de Pombal. Na cabeça de cada um só paira o pensamento da descida final e que permitirá aos atletas terminarem a sua corrida em grande ritmo.

 

Como é costume dizer esta foi mais uma “prova superada”. E como despendemos algumas calorias adicionais já podemos abusar nos festejos da passagem do anos de aqui a dois dias.

 

 Sobre a nossa cabeça pesa cada vez mais a ânsia pela Maratona de Sevilha.

 

Bom Ano a todos os nossos Atletas e seguidores.

 

[Crónica de Carlos Gonçalves]

 

Vencedor: JOÃO PEREIRA (SLB): 0:29:29

 Atletas que concluiram a Prova: 9450

São Silvestre 2018.jpg

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o Mês de Dezembro

  • 2 - Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 21,0975 Km
  • 9 - Grande Prémio do Natal (Lisboa) - 10 Km
  • 29 - São Silvestre de Lisboa - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 23:41

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

. CORRIDA DAS FOGUEIRAS

. OEIRAS TRAIL

. PALMELA RUN

. Lx Trail Monsanto

. CORRIDA DE BELÉM

. MEIA MARATONA DE SETÚBAL

. CORRIDA DO 1º DE MAIO

. 30 KMS VALE DOS BARRIS

. TRILHOS DO ALMOUROL

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds