Quarta-feira, 22 de Novembro de 2023

OEIRAS TRAIL 2023

E vão quatro em quatro.

 

Neste fim de semana de 19 de Novembro realizou-se a quarta edição do Oeiras Trail tendo eu participado em todas elas. A organização optou este ano pelo regresso às instalações da antiga Fábrica da Pólvora, depois de em 2021 e 2022 a Partida e a Chegada terem tido como cenário os NIRVANA STUDIOS.

Imagem WhatsApp 2023-11-19 às 08.33.26_ed149c36.j

Quando decidi inscrever-me no Oeiras Trail tinha como propósito participar no Trail Longo com uma distância de cerca de 20 quilómetros. A minhas anteriores experiências tinham-me mostrado percursos típicos de Trail medianamente acessíveis com um outro local mais exigentes mas nada de extramente complicado e só alcance dos mais bem preparados.

 

Ainda com a memória do Trilhos dos Moinhos Saloios decidi consultar a lista dos inscritos na versão longa tendo verificado que a esmagadora maioria dos atletas pertencia a escalões estários mais novos do que o meu. Daí perceber que, dificilmente, fugiria dos últimos lugares da classificação. Não que este seja um pormenor que me preocupe de sobremaneira. No entanto o mais provável era ter pela frente uma corrida com largos troços sem qualquer companhia.

 

Assim decidi inscrever-me no Trail Curto K10.

 

O Trail Longo partiu mais cedo pelo que tive a oportunidade de confirmar que os atletas desta prova apresentavam uma preparação bem mais avançada do que a minha. Concluí que tinha sido acertada a minha decisão na hora da inscrição.

 

O Oeiras Trail foi uma prova com grande adesão. Soube pela organização que no total das duas provas de Trail e da Caminhada estavam inscritos perto de mil atletas.

 

À minha chegada à antiga Fábrica da Pólvora de Oeiras verifiquei um grande movimento de atletas. Cheguei com uma hora de antecedência relativamente à hora prevista para a Partida do Trail Curto e da Caminhada .A tarefa de estacionar o meu carro já foi um pouco mais difícil do que previa.

 

A manhã apresentava-se com um nevoeiro bastante denso embora se previsse o aparecimento do Sol mais perto das onze da manhã.

 

O percurso do Trail Curto era formado por troços já meus conhecidos dos outros anos. Tinha pontos de maior dificuldade, ou não fosse uma prova de trail, a exigir alguma técnica mas nunca me senti desafiado para além dos meus limites. Ficou um pouco aquém do que esperava. A ausência de lama  contribuiu para uma prova mais ligeira e de menor exigência. Em contrapartida toda a prova foi feita em companhia. Como já tenho referido em outras provas consegue-se um bom ritmo se formos estabelecendo pequenos objectivos de acompanhamento, ou até de ultrapassagem, de atletas mais adiantados. Analisando segundo este aspecto até acabou por ser uma boa corrida.

 

Mas soube-me a pouco. Mesmo assim valeu a pena e foi uma manhã de Domingo bem passada.

 

O principal ponto menos bom foi o facto de ter participado nesta prova sem a companhia de qualquer um dos meus colegas das LEBRES E TARTARUGAS. Mas é um cenário a que tenho de me habituar, principalmente em corridas de trilhos.

 

No próximo ano voltarei a responder à chamada para o Oeiras Trail. E quem sabe se não voltarei a abalançar-me para o Trail Longo.

 

[Crónica de Carlos Gonçalves]

publicado por Carlos M Gonçalves às 22:47

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29

.posts recentes

. GRANDE PRÉMIO DO ATLÂNTIC...

. CORRIDA DO FIM DA EUROPA

. CORRIDA SÃO SILVESTRE DE ...

. CORK TRAIL 2023

. CORRIDA DA ÁGUA

. OEIRAS TRAIL 2023

. SINTRA TRAIL MONTE DA LUA

. MARATONA DE LISBOA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Fevereiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Agosto 2021

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds