Sexta-feira, 8 de Novembro de 2019

MARATONA DO PORTO

90599cfe-d315-4e8b-ba24-4317a14db255.jpg

O primeiro percalço da minha participação na 16ª maratona do Porto aconteceu dois dias antes, quando não consegui encontrar a t-shirt com que corri em 2012 a minha primeira maratona; precisamente no Porto e com a qual tinha corrido nos últimos sete anos as diferentes edições desta prova.

Após ter desistido de procurar a T-Shirt e selecionado uma alternativa e após um almoço em casa relaxante segui aproveitando o feriado do dia 01.11 para a cidade invicta.

Depois de um final de tarde e noite agradáveis no Porto e de uma manhã de Sábado retemperadora desloquei-me à famosa e carismática Alfândega do Porto para levantar o dorsal 5826; este é sempre um momento especial para quem participa na prova.

O facto de ter participado 15 dias antes na maratona de Lisboa era para mim um ponto de interrogação face ao impacto que iria ter no desenrolar da minha prova.

O dia da maratona começou cedo, acordar às 6.30 de forma a apanhar o autocarro às 7.30 que me levaria ao local da partida.

Às 8h5m quando cheguei ao local da partida estava bastante frio e o tempo ameaçava chuva a organização disponibilizou chá e café quente o que ajudou a enfrentar os minutos que nos separavam da partida.

Às 9h foi dada a partida sem chuva e com um tempo fresco agradável para correr, ao contrário de Lisboa a partida não se deu por vagas, o que por um lado torna momento mais espetacular, mas por outro lado mais confusa.

O percurso não teve novidades no meu caso não gosto particularmente dos primeiros 6 km porque andamos às voltinhas e aos encontrões face ao aglomerado de atletas.

A passagem por Matosinhos é um ponto motivacional face ao calor das pessoas que estão a ver passar os atletas e os kms passam mais depressa, este ano para mim foi mais difícil para mim dado que sofri duas fortes cotoveladas de atletas estrangeiros com mais 20 cm pelo menos do que eu.

Depois da saída de Matosinhos e da passagem pela Foz aproximadamente ao km 19 passámos pela Alfândega ponto onde me cruzei em sentido contrário com os atletas que lideravam a prova.

Antes de atingirmos a Meia Maratona houve ainda a passagem pela Ribeira e pela ponte D. Luís ponto onde recebemos muito apoio popular.

Após a passagem pela meia maratona tivemos 1,5 km de empedrado que é sempre um piso difícil em qualquer prova e ainda mais nas de longa distância.

Passados os 8km corridos em Gaia foi tempo de passar novamente a ponte D. Luís e regressar ao Porto, onde ao Km 30 na descida para a ponte do freixo fui ultrapassado pela bandeira das 4 horas.

No Km 33 e depois da subida de retorno do Freixo atingimos o carismático túnel onde podemos ver quem ainda conseguir imagens do filme tempos modernos e ouvir a música alusiva ao mesmo.

Os últimos kms até atingir o 41 situado junto ao castelo do queijo foram bastante difíceis dado que as pernas começaram a ficar pesadas, à passagem do 36 quando consultava o meu relógio consegui dar uma valente queda devido a um desnível na estrada que não vi, felizmente já estou habituado enrolei-me e não sofri grandes consequências apenas alguns arranhões no braço esquerdo e nas costas.

O último km o da consagração é muito difícil quase sempre a subir, mas o calor das pessoas do norte empurra-nos para a meta.

No final tempo de receber a T-Shirt de finisher, a medalha e a cervejinha habitual.

Ficou assim completa a minha 22ª maratona a 17ª em estrada, agora é descansar e depois preparar a próxima dia 23 de Fevereiro de 2020 em Sevilha.

Dedico esta minha participação à minha companheira que me acompanhou mais uma vez nesta aventura, a todos amigos e familiares que se preocuparam com a minha prova e a todos aqueles que já correram pelos Lebres e Tartarugas.

Obrigado a todos.

[Crónica de Carlos Teixeira]

 

Vencedor: DESO GELMISA (Etiópia): 2:09:09

 Atletas que concluiram a Prova: 3804

Atletas Dorsal Escalão

Classificação Geral

Classificação Escalão

Tempo Oficial Tempo Líquido

Ritmo min/Km

Velocidade Km/h

Carlos Teixeira 5628 M55 2342º 145º 4:16:53 4:15:14 6:03   9,92

NOTA: O Ritmo e a Velocidade média foram calculados em função do tempo líquido da prova.

Calendário do Mês de Novembro

  • 3 - Maratona do Porto (Porto) - 42,195 Km
  • 17 - Corrida da Árvore (Lisboa) - 10 Km
  • 23 - Sintra Trail Monte da Lua - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 08:54

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MEIA MARATONA DOS DESCOBR...

. CORRIDA EM VICTORIA PARK

. CORRIDA DA ÁGUA

. MARATONA DO PORTO

. CORRIDA DO MONTEPIO

. MARATONA DE LISBOA e LUSO...

. CORRIDA CLUBE MILLENNIUMB...

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA MÉDIS

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

.arquivos

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds