Sexta-feira, 31 de Maio de 2019

Lx Trail Monsanto

Pelo segundo ano consecutivo a ala mais “trailista” da nossa equipa compareceu à chamada para mais uma edição do Lx Trail Monsanto, na modalidade de mais de vinte quilómetros.

Não há provas ideais. Mas este “Trail”, disputado na Serra de Monsanto, é, seguramente, uma das corridas da modalidade de “Trail Running” que mais se aproxima daquele objectivo. O cenário envolvente é grandioso, digamos mesmo que paradisíaco. Uma vegetação luxuriante, com árvores bastante frondosas, mostra-nos a natureza em estado quase puro. O ecossistema da Serra de Monsanto tem conseguido manter-se de alguma forma preservado e, por enquanto, a salvo dos “crimes” ambientais que têm sido cometidos um pouco por toda as zonas verdes. E, para além da beleza natural envolvente, conseguimos ter uma prova com sombra em praticamente todo o percurso, pormenor nada desprezável numa altura em que as temperaturas têm subido bastante prenunciando um Estio que se aproxima a passos largos.

As organizações das provas estão cada vez mais profissionalizadas, e nós também. Há muito que todas aquelas tarefas de ordem logística, desde o estacionar o carro, levantar os “kits” de participação e encontrarmo-nos, deixou de ser um drama. Agora tudo flui muito mais naturalmente.

Os ponteiros do relógio marcavam as nove da manhã quando o Frederico aparece na Avenida da Universidade Técnica, no Campus Universitário da Ajuda, montado na sua “acelera” que faz as delícias para contornar o trânsito da cidade de Lisboa nos trajectos casa/trabalho e vice-versa. Está completamente rendido a esta mais recente aquisição. Trocados os cumprimentos habituais, e depois de devidamente equipados e com o dorsal bem à vista, os dois atletas cumprem as poucas centenas de metros até ao local da partida com a vantagem de ser sempre a descer. Foi o nosso aquecimento inicial. Mas não precisávamos de nos esforçar muito pois quentes já nós estávamos em virtude da temperatura que já se fazia sentir àquela hora.Tudo levava a crer que iríamos ter um percurso muito idêntico ao do ano passado, com os mesmos locais de Partida e de Chegada. No entanto muitas foram as novidades introduzidas na edição deste ano.

Passavam trinta minutos das nove e meia da manhã, ou um pouco mais, e inicia-se o Trail Longo. Aguardavam-nos mais de vinte quilómetros pelas entranhas da Serra de Monsanto. Para começar bem temos logo a já nossa sobejamente conhecida subida desde o campo de jogos do Rio Sêco até começarmos a incursão pelos vários trilhos e “single treks” que nos iriam ser “servidos” com toda a pompa e circunstância. O Federico aplica a sua táctica das provas de trail: começar o mais atrás possível e vencer os primeiros obstáculos a andar para não se desgastar inutilmente logo no princípio. Alguns dos locais de passagem já nos eram familiares, fosse de outras provas ou da edição de 2018. Mas a Serra de Monsanto tem uma infinidade de caminhos alternativos que permite às organizações montarem percursos praticamente novos todos os anos. É todo um Mundo novo a descobrir. Podemos andar horas sem repetir caminhos. Pelo meio cruzamo-nos com alguns dos muitos BTTistas que habitualmente escolhem estes trilhos para praticarem a sua modalidade preferida. Por vezes têm de parar para darem passagem aos corredores. E, aqui e além, vamos também encontrar caminheiros, isolados ou em grupo, a disfrutarem de um agradável e saudável passeio no meio desta magnífica zona verde. Há espaço para todos. E também começamos a ser ultrapassados pelos participantes no Trail Curto nos troços comuns às duas provas.

Há momentos em que nos sentimos completamente perdidos. De vez em quando tomamos contacto com a civilização quando temos de atravessar alguma estrada para seguirmos o nosso caminho. Como também é habitual em corridas desta natureza os atletas começam de forma espontânea a organizarem-se em pequenos grupos puxando uns pelos outros e, muito importante, evitando seguirem por caminhos errados quando a sinalização não está bem visível. Mesmo assim ainda houve alguns “desvios” do traçado correcto.

A prova vai avançando ao ritmo de cada um. De vez em quando os dois Tartarugas encontram-se com o Frederico a reclamar com o calor que se fazia sentir. Em situação diametralmente oposta o Carlos Gonçalves sentia-se como peixe na água. Há muito tempo que ansiava por um Trail com calor, muito calor mesmo caso fosse possível. Os dois atletas já só se voltam a encontrar na meta.
Este Lx Trail Monsanto teve tudo, e do bom. Desde algumas subidas mais longas para atestar a resistência dos atletas até escaladas de natureza bem mais técnica para colocarem à prova a destreza e alguma habilidade. E algumas, poucas descidas onde o maior cuidado era de evitar tropeçar nalguma raíz mais escondida que poderia provocar uma queda espalhafatosa e de consequências mais imprevisíveis. É, certamente, uma prova a repetir em 2020. Esperamos que se mantenha no muito concorrido calendário de Trail Running.

Felizes e contentes os dois membros das LEBRES E TARTARUGAS regressam às suas casas. O Carlos Gonçalves ainda tenta convencer o Frederico a acompanhá-lo em mais alguns trail a realizar nos próximos meses de Junho e Julho.

Veremos...

[Crónica de Carlos Gonçalves]

 

Vencedor: JOSÉ GASPAR (WeRun): 1:36:11

 Atletas que concluiram a Prova: 240

Atletas Dorsal Escalão

Classificação Geral

Classificação Escalão

Tempo Oficial Tempo Líquido

Ritmo min/Km

Velocidade Km/h

Carlos Gonçalves
135
M6099
197º

3:05:10
3:05:10
8:25
7,13
Frederico Sousa
136
M5564
213º
12º
3:13:19
3:12:49
8:46
6,85

NOTA: O Ritmo e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos líquidos

Corridas do Mês de Maio

  • 1- Corrida do 1º de Maio (Lisboa ) - 15 Km
  • 5 - Meia Maratona de Setúbal (Setúbal)- 21,0975 Km
  • 12 - Corrida de Belém (Lisboa) - 10 Km
  • 26 - Lx Trail Monsanto (Lisboa) - 20 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 23:32

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CORRIDA DA ÁGUA

. MARATONA DO PORTO

. CORRIDA DO MONTEPIO

. MARATONA DE LISBOA e LUSO...

. CORRIDA CLUBE MILLENNIUMB...

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA MÉDIS

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

. CORRIDA DAS FOGUEIRAS

.arquivos

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds