Sábado, 5 de Maio de 2018

CORRIDA DO 1º DE MAIO

Eram uma vez três amigos que habitualmente se juntam para a prática da sua modalidade de eleição e que voltaram a marcar presença na Corrida do 1º de Maio em Lisboa: o Lesionado, o Emigrado e o Apaixonado.

 

Estranho estes cognomes, não é? Surgiram na cabeça deste cronista para lançar um pouco de mistério à história da Corrida e atendendo à actual situação de cada um deles. Mas qual a origem destes “apelidos”?

 

O Lesionado, por sinal o mais velho do trio, foi assim denominado devido à onda de lesões que o tem assolado nos últimos anos. Por enquanto ainda vai mantendo alguma actividade continuando a participar em corridas embora sem a regularidade de antigamente. Provavelmente está agora a pagar a factura das várias loucuras que foi cometendo e que vão deixando as suas marcas. Embora não o queira a realidade é que já não vai para novo…

 

O Emigrado, o nosso atleta em melhor forma e que tem “fugido” daquelas provas “off the road” que desafiam em maior grau a integridade física, é como que um emigrante especial que o obriga a passar muito tempo fora do seu País. Por motivos de um novo desafio profissional passa grandes períodos em Barcelona. Mas nem tudo são espinhos. Apesar de estar longe da família, a estadia na capital Catalã já lhe permitiu cumprir um sonho de muitos amantes do Futebol: assistir em pleno “Camp Nou” a uma eliminatória da Liga dos Campeões com o “dream team” do Barcelona e com o Mágico Messi à cabeça.

 

Por fim temos o Apaixonado. O elemento mais novo deste trio entrou recentemente numa nova fase da sua vida e como que renasceu apresentando uma nova disponibilidade para o desporto participando quase todas as semanas em provas e treinando mais afincadamente para a aquisição de uma forma física da qual se tinha afastado. O resultado deste novo ciclo da sua vida está bem à vista nas cada vez melhores prestações nas provas em que participa. O amor move montanhas e consegue os impossíveis. “Love is in the air”…

 

Feitas as apresentações encontrámos os três fundadores das LEBRES E TARTARUGAS, Carlos Gonçalves, Carlos Teixeira e Frederico Sousa, de volta a uma das mais “obrigatórias” provas e festejando à sua maneira o Dia do Trabalhador.

 

Por mais estranho que pareça, e que já temos referido por diversas vezes, a Corrida do 1º de Maio é uma prova em que nada muda, a começar pelo percurso, e que tem mantido uma organização impecável, sem erros ou falhas dignas de serem assinaladas. Aqui há, certamente, mão do Partido Comunista, sobejamente conhecido por, entre coisas, não deixar nada ao acaso. Evcontinua a atrair um número anormalmente alto de atletas.acimo do milhar.  E, muito importante, oferece quinze quilómetros de grande prazer e com um preço quase que diríamos irreal. Numa época em que há cada vez maior escolha e se assiste a uma lenta mas inexorável escalada nos preços de inscrição, por seis Euros apenas percorremos os principais eixos viários da cidade de Lisboa, com direito a abastecimentos de água e controlo das forças policiais para que nada aconteça aos atletas.

 

Às nove e meia dá-se o encontro da equipa. Apesar do Sol brilhar em todo o seu fulgor ainda não foi desta vez que a temperatura assumiu que estamos na Primavera. Um dos pontos altos da Corrida do 1º de Maio é a partida na Pista de atletismo do Estádio com o mesmo nome.

 

Após o primeiro quilómetro de aquecimento, e jà perto da entrada no Campo Grande, os atletas entram em velocidade de cruzeiro e preparam-se para percorrer um troço bem conhecido daqueles que se inscrevem nas principais corridas da cidade de Lisboa. Estamos a falar do principal eixo da Capital com a passagem pelos túneis da Avenida da República sempre a subir até ao Saldanha. A partir desse ponto alto é sempre a acelerar até ao Terreiro do Paço. E, por fim, a outrora “tenebrosa” subida da Almirante Reis rumo à Praça do Areeiro.

 

Já dentro do quilómetro quatorze encontramos a única novidade do percurso. Na avenida Rio de Janeiro não viramos logo à esquerda na entrada para o Estádio 1º de Maio. Como a manga da partida foi colocada este ano cerca de duzentos metros mais à frente, temos de compensar esta “borla” com mais alguns passos fora do Estádio.

 

Cumprimos.

 

A Corrida do 1º de Maio fica à nossa espera até de aqui a um ano. E tão depressa os três fundadores das LEBRES E TARTARUGAS não se voltarão a encontrar em simultâneo.

 

Atletas que concluiram a Prova: 1161

Vencedor: BRUNO PAIXÃO (Beja AC): 0:48:10

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº 792) 

Classificação Geral: 309º - Classificação no Escalão M5559: 23º

Tempo Oficial: 1:42:43/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:42:43

Tempo médio/Km: 5m:08s  <=> Velocidade média: 11,68Km/h (*)

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº 791) 

Classificação Geral: 845º - Classificação no Escalão M5054: 120º

Tempo Oficial: 1:26:38/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:25:54

Tempo médio/Km: 5m:44s  <=> Velocidade média: 10,48Km/h (*)

 

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº 793) 

Classificação Geral: 953º - Classificação no Escalão M6064: 59º

Tempo Oficial: 1:30:16/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:29:32

Tempo médio/Km: 5m:58s  <=> Velocidade média: 10,05Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário do Mês de Maio

  • 1 - Corrida do 1º de Maio (Lisboa) - 15 Km
  • 6 - Meia Maratona de Setúbal - 21,0975 Km
  • 12 - Trilho das Lampas (S. João das Lampas) - 20 Km
  • 27 - LX Trail Monsanto (Lisboa) - 23 Km
  • 27 - Corrida de Belém (Lisboa) - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 19:23

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CORRIDA DA LINHA

. São João das Lampas ou da...

. PALMELA RUN

. MARGINAL À NOITE

. CORRIDA DO ORIENTE

. CORRIDA DE BELÉM

. DIA DESPORTO ALLIANZ

. LX TRAIL MONSANTO

. CORRIDA CIDADE DE VENDAS ...

. TRILHO DAS LAMPAS

.arquivos

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds