Terça-feira, 31 de Dezembro de 2013

BALANÇO DO ANO 2013

Poucas horas nos restam para ouvirmos as doze badaladas que anunciam o começo de um novo ano e que, ao mesmo tempo, dão por terminado um ano do qual não guardaremos todos, ou pelo menos a maioria, boas recordações em termos da ginástica financeira que tivemos de pôr em prática para manter as nossas vidas equilibradas e com alguma esperança no futuro.

 

Não podemos dar por encerrado este ano de 2013 sem fazer algumas contas no que à prática desportiva das LEBRES E TARTARUGAS diz respeito. Aqui podemos dizer que a crise nos passou ao lado. Sem entrar numa contabilidade exaustiva, e por vezes enfadonha, com a apresentação de números e mais números que justifiquem aquilo que de bom fizemos nestes últimos doze meses, apenas daremos realce ao que de significativo realizámos e que ficará guardado para sempre nas nossas memórias. Não queremos imitar o papel dos políticos, governantes ou não, que nos sufocam com indicadores que servem unicamente de base às suas teses sobre o (bom ou mau) desempenho do nosso cantinho mais ocidental da Europa.

 

Foi um ano repleto de sucessos com quebras constantes de recordes individuais, participação em novas provas e o cumprimento de milhares de quilómetros que certamente nos levariam a algumas cidades europeias. E não estamos a falar de cidades fronteiriças como Badajoz. Chegaríamos seguramente mais longe, uns mais do que outros. Não podemos só contabilizar as distâncias percorridas em cada prova mas, e com maior valor, teremos também de pensar nos milhares de metros cumpridos nos nossos treinos de preparação para melhorarmos a nossa forma desportiva. E este 2013 foi um ano de grandes desafios.

 

Este foi o ano em que todos os LEBRES E TARTARUGAS passaram a pertencer à elite dos Maratonistas. Depois de em 2011 e 2012 dois atletas terem cumprido a prova rainha do atletismo de estrada ficou lançado o desafio ao nosso corredor mais novo para fazer o exame de avaliação que o certificaria como um verdadeiro atleta de FUNDO. E cumpriu. E, facto digno dos nossos maiores elogios, tendo em consideração a sua pouca disponibilidade para seguir um plano de treinos mais exigente, não realizou uma mas DUAS Maratonas, e logo no espaço de um mês.

 

Este ano ficou também marcado pela nossa estreia em novos teatros de corridas. Participámos em novos eventos de que salientamos a Meia Maratona de Almada e os 15 quilómetros do Ribatejo. Fizémos a nossa primeira corrida  nocturna, e logo em regime de trail – Trilhos das Lampas. As LEBRES E TARTARUGAS associaram-se à primeira edição do BES Run Challenge que se dividiu por três corridas: Cascais, Sintra e Lisboa.

 

A cereja no topo do bolo foi a adesão à primeira edição da Lisbon Eco Marathon que se realizou no espectacular cenário da Serra de Monsanto. Foi uma Maratona em montanha e à noite. Além da dureza natural do percurso tivemos ainda a “sorte” de levarmos pela frente com uma das mais quentes, senão mesmo a mais acalorada, noites do ano. Foi bom para uns e mau (muito mau) para outros. Nesta corrida tivemos peripécias pelas quais ainda não tínhamos passado, desde “atalho” inconsciente ao percurso até algumas quedas e desorientação do atleta que se perdeu mais do que uma vez. Um fez a menos o que o outro talvez tenha feito a mais. Mas são episódios como estes que constroem a nossa história de desportistas. Na altura não ficámos muito satisfeitos com a situação mas agora, à distância de alguns meses, certamente que nos deixam escapar algum sorriso de satisfação. Já no último trimestre o Federico participou num misto de corrida e de passeio realizado na Tapada de Mafra.

 

E em 2013 houve também espaço para se cometerem algumas loucuras.

 

Além da repetição da demolidora Ultra Maratona Atlântica Melides – Tróia( em 2012 o atleta tinha garantido em cima da meta que não voltaria a repetir esta corrida) houve a participação numa terrível Ultra Trail de Sesimbra com meia centena de quilómetros “off the road”. E, a culminar um longo período de preparação, as LEBRES E TARTARUGAS passaram a ter um nome associado como “finisher” à Ultra Trail de S. Mamede com uma extensão de 100 quilómetros e mais de vinte e duas horas em constante actividade.

 

Todas as corridas ficam no nosso coração. Mas algumas deixaram bastantes marcas como foi o Trail Castelo de Abrantes em que chegámos já depois do controlo ter encerrado. Mas também recordamos com grande satisfação o grande lamaçal em que decorreu grande parte dos Trilhos do Almourol.

 

Há também que registar com bastante agrado a adesão ao nosso grupo de um atleta significativamente mais novo e que nos permitirá, a partir de aqui, ver com maior regularidade o nome das LEBRES E TARTARUGAS nas classificações por equipas. O HUGO FERREIRA é o nosso novo “ponta-de-lança” e sobre os ombro do qual se depositam as nossas esperanças de ver o nome do nosso grupo brilhar bem alto. Apesar de se ter iniciado este ano nas corridas de uma forma mais regular o Hugo conseguiu um feito assinalável. Logo no ano de estreia cumpriu duas maratonas e com tempos recordes relativamente às nossas marcas.

 

Mas isto não nos chega. Para 2014 queremos mais, muito mais. A dificuldade está entre marcar presença nas provas mais emblemáticas – GP Fim da Europa, 20 Km de Cascais, Meias Maratonas de Lisboa, Corrida do 1º de Maio, etc., etc., etc.) – e ao mesmo tempo abalançarmo-nos a novos eventos.

 

As LEBRES E TARTARUGAS não param. Na realização do nosso primeiro Jantar de Natal o calendário de provas do  CARLOS FONSECA marcou também presença. De pressa, e antes de começarmos o ataque ao jantar, entre uma “trinca” num rissol ou num pedaço de queijo e um gole de néctar (os atletas também bebem e não é só água), o Carlos Teixeira lá ia desfiando as provas previstas para 2014. Tomando nota das preferências de cada um dos presentes elaborou aquilo que ficou designado como um “Forecast” para o ano que vai começar. Concerteza que não iremos cumprir na íntegra este plano de acções para 2014. Se for necessário realizaremos reuniões de “Controlo do Plano” para analisar desvios aos nossos objectivos e, se necessário, programar novas acções. Até parecemos uma organização a sério.

 

Divulgamos neste nosso espaço o “draft” acertado no final do Jantar para quem nos quiser acompanhar ou, pelo menos, seguir as nossas sugestões. Há que realçar que no nosso calendário de provas foi incluída uma possível participação além fronteiras na Maratona de Sevilha.

 

FELIZ ANO DE 2014

 

publicado por Carlos M Gonçalves às 00:48

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA MÉDIS

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

. CORRIDA DAS FOGUEIRAS

. OEIRAS TRAIL

. PALMELA RUN

. Lx Trail Monsanto

. CORRIDA DE BELÉM

. MEIA MARATONA DE SETÚBAL

.arquivos

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds