Terça-feira, 15 de Setembro de 2009

4º GRANDE PRÉMIO JOSÉ ARAÚJO

O ditado diz: "nem sempre o que parece é". Neste caso até foi pior.

Não que os nossos Atletas não estivessem avisados para as características do percurso. O gráfico altimétrico já prenunciava algumas dificuldades depois do quilómetro 4.

 

A prova até começou bem, com dois quilómetros para aquecimento e aquisição do ritmo ideal de andamento. No entanto mais uma vez os quilómetros pareceram não medir sempre o mesmo.

 

Seguiu-se uma descida rápida, e mais ou menos longa. Era aqui que os atletas poderiam, e deveriam, aproveitar para ganhar alguma margem para o tempo final. Sim, porque após aquele longo e acentuado declive descendente seguir-se-ia um forte e demolidor conjunto de subidas.

 

Primeiro veio a subida para a Estação de Combóios de Campolide. Foi o primeiro teste e já a prenunciar o que se seguiria. Só que, exceptuando os que já conhecessem o percurso, ninguém adivinhava as autênticas "paredes" de escalada que iríamos encontrar, e ter de ultrapassar, já dentro do Bairro da Liberdade, logo a seguir ao primeiro abastecimento (por volta dos 5 Km). Quantos corredores se arrastaram penosamente num esforço digno de salientar e evitando interrupção do ritmo de corrida. Nem todos resistiram. Certamente que as pulsações cardíacas saltaram para níveis altamente proibitivos e desaconselhados. E nem houve tempo para identificar "LEBRES". Onde estavam elas???

 

E quando, após uma ligeiramente descida (se calhar até estávamos em plano mas mais se assemelhava a uma retemperadora descida após o inferno das "paredes" que tínhamos acabado de escalar), julgávamos que poderíamos descansar (activamente e a correr) logo estava ali à nossa espera nova rampa ao longo do Aqueduto até à Estrada de Acesso ao Parque da Serafina. Não era muito inclinada, mas ... loooonga.

 

Pronto. Terminou o castigo. Agora inicia-se o trajecto plano e a antever o acesso ao Aqueduto das Águas Livres. Foi a parte mais bonita da prova a desenvolver-se já dentro da mata e culminando com a entrada naquela gigantesca construção.

Esqueceram-se todas as dificuldades passadas e ultrapassadas.Valeu o esforço para se chegar ali.

Quase a terminar o trajecto, já no interior do Aqueduto constata-se que a prova também se aproxima vertiginosamente do fim. Quilómetro 9 em pleno Aqueduto.

Era tempo de pensar em recuperar alguns dos segundos perdidos e darmos a aceleração final até à meta.

GRANDE PROVA.

Apesar das dificuldades o trajecto estava bastante bem delineado, os abastecimentos correctos e em quantidade (aos 5 e aos 8 Km). E a organização esteve impecável: Partida à hora e disponibilização das classificações pouco tempo após a chegada dos Corredores

É sem dúvida uma prova a repetir nas próximas edições.

 

Fica o registo do desempenho das nossas Tartarugas.

 

FREDERICO SOUSA

Tempo Oficial: 1:09:37  Classificação Geral: 500º/Classifcação no escalão (M45): 83º

CARLOS CATELA

Tempo Oficial: 0:59:41  Classificação Geral: 402º/Classifcação no escalão (M45): 65º

CARLOS GONÇALVES

Tempo Oficial: 0:53:38  Classificação Geral: 283º/Classifcação no escalão (M50): 41º

 

Agora recuperar as energias perdidas e prepararmo-nos para a próxima prova: CORRIDA DO DESTAK.

publicado por Carlos M Gonçalves às 00:16

link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Joaquim Ferreira a 15 de Setembro de 2009 às 10:05
Foi na verdade uma prova "demolidora", no entanto é com agrado, que após aquele verdadeiro teste de sofrimento à capacidade humana, tenham, tal como eu, a intenção de repetir a "dose".
Parabéns pelo Blogue e... pelos tempos!
FORÇA prá Destak "
De Carlos M Gonçalves a 15 de Setembro de 2009 às 20:52
Obrigado pelo comentário. Foi o primeiro que recebi. Mas ta,bém ainda não tinha divulgado este Blog.
Uma vez mais OBRIGADO

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA MÉDIS

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

. CORRIDA DAS FOGUEIRAS

. OEIRAS TRAIL

. PALMELA RUN

. Lx Trail Monsanto

. CORRIDA DE BELÉM

. MEIA MARATONA DE SETÚBAL

.arquivos

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds