Sábado, 9 de Novembro de 2013

MARATONA DO PORTO

MARATONA DO PORTO – TARTARUGAS BATEM RECORD

 

 

 

Menos de um mês após a participação na Maratona de Lisboa os tartarugas voltaram a desafiar as suas capacidades na distância dos 42,195m, marcando presença na 10ª edição da Maratona do Porto.

 

A viagem para o Porto começou logo na 6ª feira com a deslocação de comboio do nosso tartaruga “Júnior” enquanto os mais veteranos foram de carro apenas na véspera com uma viagem tranquila até á estação de serviço de Antuã, a partir desta e até à Alfandega do Porto foi um verdadeiro dilúvio de chuva, muito desejada pelo tartaruga Fred.

 

Após levantamento dos dorsais e de uma pequena visita á Feira do Desporto que culminou com a compra de dois pares de meias anti-bolhas por parte do tartaruga Catela, os atletas deslocaram-se para o hotel Ipanema onde infelizmente ficaram instalados. Após uma rápida passagem pelo Hotel deu-se o primeiro encontro dos 3 tartarugas para um lanche reconfortante.

 

Depois do lanche e após uma hora de descanso nos seus alojamentos os tartarugas voltaram a reunir-se para jantar no restaurante Capa Negra, onde os tartarugas adeptos do leão sofreram  muito ao ver a difícil e suada vitória sobre o Marítimo, e que leão é o nosso tartaruga júnior!!!!!!!!!!!!!

 

De manhã e após um pequeno almoço conflituoso com uma funcionária do hotel, que nos anunciou que o preço do mesmo não estava incluído no preço do quarto aumentando  a nossa má opinião sobre o mesmo, pelo facto de nos quererem levar 7€ euros por cada hora após as 12h, dado que que pretendíamos efetuar um late check out, que nos permitisse tomar um banho após a Maratona. Algo zangados mas sem perder a concentração no desafio que íamos ter pela frente efetuamos o check-out e fomos colocar os nossos pertences no carro de forma a esquecermos rapidamente o Hotel.

 

Junto ao carro os 3 tartarugas reencontraram-se e deslocaram-se para a zona da partida que se encontrava repleta de atletas portugueses e estrangeiros, num conjunto de 47 diferentes nacionalidades. À nossa frente um atleta jovem de “70 anos” confidenciava-nos que iria participar pela última vez numa maratona, após já ter completado 21 no passado, embora apreensivo dado que as últimas 2 participações tinham corrido mal devido a lesões, soubemos pelo tartaruga Hugo que este brilhante atleta cortou a meta poucos minutos depois da tartaruga Catela.

 

A partida deu-se às 9 horas logo após os primeiros passos uma subida na Rua, Júlio Dinis, mas depois o percurso tornou-se muito agradável e a descer, numa manhã muito agradável para correr em contraste com as condições atmosféricas que se verificaram em Lisboa.

 

Beneficiando do percurso e da temperatura os primeiros Kms percorreram-se sem grandes dificuldades até Matosinhos, onde estavam presentes muitos espetadores principalmente Espanhois que puxavam fortemente sempre que passava um compatriota seu, sendo uma zona de muitos restaurantes e apesar de ainda estarmos no início da manhã, já cheirava a fumo das grelhas, a serem preparadas para receber o peixe bom e fresco deste local.

 

De Matosinhos retornarmos ao Porto passando perto do Km 14 junto ao castelo do queijo, onde os atletas da Family Race e da Maratona se separaram, para uns a meta estava a dois escassos Kms para os maratonistas faltavam ainda 28 longos Kms.

 

Grande parte da restante prova disputou-se nas duas margens do rio Douro, Porto e Gaia, num ambiente muito acolhedor das gentes do Porto e paisagens muito bonitas, com a passagem nos dois sentidos pela emblemática ponte D.Luís.

 

Os últimos Kms foram difíceis não tanto pelo percurso, mas pelo avolumar de Kms com as pernas a sinalizar o cansaço, as dores e o desejo de parar em contrabalanço com a ansiedade da chegada.

 

Terminaram a Maratona do Porto 2.755 atletas (o último foi um Dinamarquês).

 

No final todos os Tartarugas estavam felizes pois todos bateram as suas melhores marcas na distância e na prova, no caso do Tartaruga que tinha participado na edição do ano passado.

 

E o Fred que não queria fazer nenhuma Maratona, já fez 3 em 2013!!!!!! É esta a raça que faz dos Lebres e Tartarugas cada dia mais fortes.

 

Não tendo participado na prova o Tartaruga Gonçalves esteves sempre presente no nosso pensamento e estampado no peito do Hugo, que pela brilhante prova que fez honrou o prestígio do nosso Tartaruga sénior.

 

[Crónica de Carlos Teixeira]

 

Atletas que concluiram a prova: 2755

Vencedor: Joash Kipcoech Mutai (Quénia): 2:13:04

 

HUGO FERREIRA  (Dorsal Nº1904)

Classificação Geral: 1004º - Classificação no Escalão M50: Não divulgada

Tempo Oficial: 3:40:37/Tempo Cronometrado Individualmente: 3:39:33

Tempo médio/Km: 5m:12s  <=> Velocidade média: 11,53Km/h (*)

 MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA DISTÂNCIA DE MARATONA

FREDERICO SOUSA  (Dorsal Nº1906)

Classificação Geral: 2482º - Classificação no Escalão M50: Não divulgada

Tempo Oficial: 4:44:22/Tempo Cronometrado Individualmente: 4:43:19

Tempo médio/Km: 6m:43s  <=> Velocidade média: 8,94Km/h (*)

 MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA DISTÂNCIA DE MARATONA

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº1905)

 Classificação Geral: 1347º - Classificação no Escalão M50: Não divulgada

Tempo Oficial: 3:50:56/Tempo Cronometrado Individualmente: 3:49:53

Tempo médio/Km: 5m:27s  <=> Velocidade média: 11,01Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE MARATONA

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o Mês de Novembro

  • 3 - Maratona do Porto - 42,195 Km
  • 10 - Meia Maratona da Nazaré - 21,0975 Km
  • 17 - Corrida do Monge (Sintra) - 11,5 Km

 

publicado por Carlos M Gonçalves às 14:47

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA MÉDIS

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

. CORRIDA DAS FOGUEIRAS

. OEIRAS TRAIL

. PALMELA RUN

. Lx Trail Monsanto

. CORRIDA DE BELÉM

. MEIA MARATONA DE SETÚBAL

.arquivos

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds