Quinta-feira, 21 de Setembro de 2023

MEIA MARATONA DE S. JOÃO DAS LAMPAS

Quando o meu amigo Catela me desafiou a correr a Meia Maratona de S. João das Lampas imediatamente despertou em mim a vontade de marcar presença numa das mais emblemáticas provas na distância de 21,0975 quilómetros.

 

Há já alguns anos que me tinha desligado desta prova. Pelo meio ainda participei no Trilho das Lampas, uma prova de “Trail” disputada ao final da tarde com o grande interesse de ser disputada, em grande parte, já noite dentro.

 

Em fase de preparação para a Maratona de Lisboa verifiquei no meu plano de treinos que para este fim de semana específico estava prevista a participação numa Meia Maratona.

 

Perfeito. Tinha o pretexto para me juntar ao meu amigo/colega das LEBRES E TARTARUGAS neste fim de semana.

 

Num ápice formalizei a minha inscrição e organizei o meu Sábado para estar em S. João das Lampas às Cinco da Tarde.

 

Esta foi, é, uma prova mítica na distância da Meia Maratona.

 

Segundo a informação disponível na página oficial da organização a Meia Maratona de S. João das Lampas é a segunda prova mais antiga em Portugal nesta distância.

 

Mas outros factores contribuem para que esta Meia Maratona seja única. Contrariamente às provas de Fundo de estrada a Meia Maratona de S. João das Lampas não é uma corrida plana apresentando-se com fortes pendentes ao longo do traçado. Assemelha-se mais a uma etapa de uma prova ciclista de estrada  com várias contagens para o Prémio da Montanha .Há também quem a apelide de Meia Maratona de S. João das “Rampas”. Os atletas não têm descanso ao longo de toda a corrida. A maioria dos declives marcam presença essencialmente na primeira metade da corrida até passarmos pela primeira vez pela zona da meta.

 

Uma prova desta natureza é também palco para competições dentro da prova principal. Após a primeira e mais desgastante subida estabelecem-se diferenças  nas classificações momentâneas dos diferentes atletas. E é a hora de começar a recuperar posições. Fixa-se um, ou uma, atleta que nos deixou para trás e que, lá mais para frente, nos propomos ultrapassar. A pouco e pouco adquirimos um ritmo mais constante e só assim ganhamos ânimo para a segunda parte da corrida.

 

Por volta dos 13 quilómetros passamos pela zona da Meta. E como, psicologicamente , este momento pode revestir-se de algum desânimo. Vemos ali bem perto a tão desejada meta… Mas ainda não é para nós. E, para maior desespero, vemos os primeiros atletas precisamente a completarem a Meia Maratona. Como são diferentes os rtimos…

 

Se bem que um pouco mais acessível ainda temos algumas pequenas rampas para cumprir. Não temos descanso.

 

Se bem que menos exigente não podemos descansar de todo. Os últimos nove quilómetros estão longe de ser um belo passeio. Sendo a dureza uma imagem de marca desta corrida temos, por outro lado, um aspecto bem mais agradável.

 

Com a hora de partida marcada para as dezassete horas vamos fazer toda a prova tendo como pano de fundo o tão agradável e romântico ambiente associado ao pôr do Sol. Mais nos apetece baptizar esta corrida como Meia Maratona “Sunset” de S. João das Lampas. E com o Verão a queimar os últimos cartuchos, conseguimos, de certa maneira, escapar a temperaturas altas. Mesmo assim na primeira metade da corrida ainda se fez sentir algum calor. Mas nada de verdadeiramente insuportável.

 

Cada um no seu ritmo os dois atletas das LEBRES E TARTARUGAS completaram, uma vez mais, a Meia Maratona de S. João das Lampas.

 

Mais uma corrida para alimentar o nosso já bem recheado rol.

 

[Crónica de Carlos Gonçalves]

publicado por Carlos M Gonçalves às 23:16

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. CORRIDA DO 1º DE MAIO

. GRANDE PRÉMIO DO ATLÂNTIC...

. CORRIDA DO FIM DA EUROPA

. CORRIDA SÃO SILVESTRE DE ...

. CORK TRAIL 2023

. CORRIDA DA ÁGUA

. OEIRAS TRAIL 2023

. SINTRA TRAIL MONTE DA LUA

. MARATONA DE LISBOA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

.arquivos

. Maio 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Fevereiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Agosto 2021

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds