Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2022

CORRIDA SÃO SILVESTRE DE LISBOA

O ano civil encerra, desportivamente falando, com a participação numa qualquer Corrida São Silvestre existente por este País fora.

 

A nossa equipa tem marcado presença na Corrida São Silvestre de Lisboa habitualmente apoiada pelo El Corte Inglés, prova esta que não se realizou durante a pandemia do Covid 19.

 

Em 2021 a prova de Lisboa passou a contar com um novo patrocinador mantendo-se o traçado habitual bem como a realização no último Sábado antes do NATAL.

 

Com o regresso praticamente à normalidade na realização de provas desportivas, o ano de 2022 assistiu ao nascimento de uma nova São Silvestre em Lisboa e com o El Corte Inglés de novo a dar-lhe o nome e a realizar-se no último dia do ano num horário mais cedo.

 

De novo as LEBRES E TARTARUGAS marcaram presença na São Silvestre de Lisboa agora com um novo patrocinador – LIDL - contando com quatro elementos já habituais nesta prova.

IMG-20221218-WA0000.jpg

O Carlos Teixeira não pôde estar presente em virtude de ter um compromisso inadiável marcado para este Sábado dia 17 de Dezembro. Assim vai carregar com a responsabilidade de representar a nossa equipa na São Silvestre El Corte Inglés,

 

As Corridas São Silvestre de Lisboa mais do que uma prova competitiva são, principalmente, um convívio de milhares de pessoas que decidem percorrer, em corrida ou a andar, algumas artérias do centro da cidade e num percurso que não tem registado significativas alterações nos últimos anos. Na realidade este ano houve uma pequena mudança no trajecto em virtude da abertura de uma cratera na Rua da Prata na sequência do mau tempo que se tem sentido um pouco porto todo o País e ao qual a Capital Lisboa também não escapou.

 

Manteve-se, contudo, a tradicional subida da Avenida da Liberdade rumo ao Marquês de Pombal e com a competição do último quilómetro. Com mais de sete quilómetros nas pernas custa um pouco esta parte final. No entanto, sabendo que os últimos mil metros são feitos num ritmo desenfreado contra o tempo, até parece que não custam muito a passar. Este ano na fase de subida ao Marquês os atletas mostravam um semblante mais animado do que é habitual. Sabiam bem o que os esperava do outro lado da Avenida da Liberdade.

 

E assim decorreu mais uma São Silvestre de Lisboa realizada pelas LEBRES E TARTARUGAS.

 

É tempo de descanso e de cometer as habituais loucuras gastronómicas na época natalícia com os excessos tanto na comida como na bebida.

 

E o ano de 2023 já nos espera para colocarmos a nossa saúde física e mental em ordem.

 

Resta-nos desejar uma boa São Silvestre de Lisboa El Corte Inglés para o nosso atleta Carlos Teixeira.

 

Feliz Natal e um excelente ano de 2023 para todos os nossos atletas e para a comunidade desportiva em geral.

[Crónica de Carlos Gonçalves]

publicado por Carlos M Gonçalves às 08:21

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2022

MEIA MARATONA DOS DESCOBRIMENTOS

Há quanto tempo que não víamos os quatros "Veteranos" da equipa das LEBRES E TARTARUGAS juntos e em acção. Foi em Janeiro deste ano que estes quatro atletas se juntaram pela última vez em Sintra para a Corrida do Fim da Europa. Daí para cá cada um tem seguido o seu caminho participando em provas isoladamente ou com um ou dois dos restantes membros da nossa equipa.

 

Os tempos são outros. Antigamente quando um de nós optava por se inscrever numa qualquer corrida os outros íam logo atrás. Agora somos um pouco mais criteriosos na escolha das provas nas quais vamos participar. Talvez sejam os reflexos da pandemia a pesar nas nossas escolhas.

 

A edição deste ano da Meia Maratona dos Descobrimentos trouxe algumas novidades.

 

Em primeiro lugar os atletas foram colocados em diferentes blocos de partida de acordo com o tempo expectável para a Meia Maratona.

 

Habitualmente qualquer Meia Maratona que se realize em Lisboa tem como pontos comuns os locais de partida e de chegada nas imediações do Centro Cultural de Belém. E invariavelmente o traçado desenrola-se maioritariamente ao longo do eixo Avenida 24 de Julho/Avenida da Índia com retorno nas imediações da Estação de Santa Apolónia, e sem esquecer a zona de empedrado entre o Cais do Sodré e o Terreiro do Paço. É uma zona que provoca um desgaste adicional onde todo o cuidado é pouco para evitar qualquer entorce e queda acidental que pode deixar marcas na integridade física dos Corredores.

Os primeiros dois quilómetros são uma espécie da aquecimento com uma ida até Algés onde se dá a primeira inversão de marcha.

 

Pelo meio ficaram algumas pequenas alterações de percurso motivadas pelas obras em curso na região de Santos.

 

E o regresso inclui também uma ligeira subida pela Rua da Prata em direcção ao Rossio. 

 

Já na Avenida 24 de Julho temos uma longa recta até à Meta. Só que este ano já não tivémos de ir até ao Dafundo e viramos logo à direita em direcção ao Museu da Marinha. 

 

Foi uma prova toda ela muito plana e que contou com a presença de muitos atletas, alguns deles estrangeiros que aproveitam a realização da Meia Maratatona dos Descobrimentos para fazerem uma visita a Lisboa. Juntam o útil ao agradável.

 

A edição da Meia Maratona dos Descobrimentos de 2022 parecia, á partida, não ter o mesmo impacto das anteriores edições. O levantamento dos dorsais era normalmente feito no exterior das instalações do Centro Cultural de Belém onde também se realizava uma Feira do Desporto com "stands" de venda de material desportivo  e de divulgação de outras provas em Portugal ou no estrangeiro. Este ano a entrega dos "kits" de atletas foi feita de forma um pouco envergonhada numa pequena sala junto ao Pequeno Auditório do CCB. E mais estranho ainda foi o facto de serem aceites inscrições no próprio dia da proa.

 

Estranho tudo isto. Mas ao longo  da prova verificámos que a adesão de atletas foi grande na linha do que aconteceu nas anteriores edições.

 

Foi uma prova simpática e que, para além da competição, pode ser encarada como um treino dominical com um pouco mais de intensidade.

 

Agora os nossos quatro atletas só se voltarão  a encontrar na próxima Corrida do Fim da Europa em 29 de Janeiro de 2023. Pelo meio ainda teremos participações nas corridas São Silvestre de Lisboa que em 2022 conta com duas provas distintas mas que em nenhuma delas participaremos os quatro em simultâneo.

 

E o fim do ano aproxima-se com os nossos atletas já a fazerem planos para o ano que aí vem.

 

[Crónica de Carlos Gonçalves]

 

publicado por Carlos M Gonçalves às 22:31

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29

.posts recentes

. GRANDE PRÉMIO DO ATLÂNTIC...

. CORRIDA DO FIM DA EUROPA

. CORRIDA SÃO SILVESTRE DE ...

. CORK TRAIL 2023

. CORRIDA DA ÁGUA

. OEIRAS TRAIL 2023

. SINTRA TRAIL MONTE DA LUA

. MARATONA DE LISBOA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. TRAIL DOS MOINHOS SALOIOS

.arquivos

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Fevereiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Agosto 2021

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds