Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2018

GP DE ATLETISMO DO CAMARNAL

Grande Prova e, porque não, Grande Prémio? Fica a pergunta para quem quiser, ou souber, responder.

 

É, acima de tudo, uma corrida que já vai na 35ª edição e que mantém intactas todas as características que já conhecemos desde a nossa primeira participação.

 

Camarnal é uma simpática localidade às portas da Grande Lisboa. Não é vila, nem sequer é uma freguesia, e para lá chegarmos temos de rumar até Alenquer e depois ou descobrir a placa identificativa da direcção a tomar ou então, como fizémos na nossa estreia, abeirarmo-nos de algum cidadão local e perguntar "onde fica o Camarnal".

 

Chegados ao nosso destino começamos logo a constatar que nada de substancial mudou de facto. A animação própria de um domingo de manhã, apenas perturbada por algo não habitual que irá acontecer. Deambulando pelas ruas vemos os vários atletas à procura do local onde funciona o secretariado para levantarem os respectivos dorsais. Individuais para um lado e Equipas para o outro. Temos de levantar o kit de atleta, composto pelos habituais dorsais e, uma vez mais, por um pequeno cartão que nos irá acompanhar pendurado por um fio ao pescoço e que teremos de entregar no final da corrida. Chip electrónico talvez só para o ano que vem. Por agora teremos direito a um cartão que no final terá de ser "lido" para comprovar que terminámos a prova e que servirá de base à ordenação dos atletas.

 

Munidos do habitual "saco de pão" em papel os dois tartarugas presentes retomam ao carro para se protegerem do frio e colocarem os respectivos dorsais. Já na linha da partida pedem a alguém para lhes tirar a fotografia do costume e a divulgarem via WhatsApp a todos os seguidores da equipa das LEBRES E TARTARUGAS.

IMG_1952.JPG

Olhando em redor ficamos com a sensação de que o número de atletas presentes é menor do que em anteriores edições. Pânico, pois facilmente seremos atirados para os últimos lugares.

 

Às dez em ponto, e depois do habitual discurso de boas vindas, este ano bem mais curto do que era costume, é dada a ordem de partida. Constatamos que o percurso não mudou, fiéis ao lema de que em fórmula vencedora não se mexe. Iremos ter pela nossa frente um percurso em duas voltas e que começa logo com uma exigente subida. Mais à frente enfrentamos a subida da Bemposta, feita duas vezes, contrariando aquela ideia de que se trata de uma corrida plana. Com este conceito o Frederico "enganou" há alguns anos atrás outros dois nossos colegas conseguindo desta forma trazê-los para uma corrida que já tinha feito antes com os dois outros fundadores da equipa das LEBRES E TARTARUGAS.

 

Terminada a corrida dá-se o reencontro dos LEBRES E TARTARUGAS. Dão por terminada mais uma aventura, com a vontade de voltar a estas paragens em 2019.

 

Mais tarde procuramos pelas classificações. Página oficial do evento na Internet não há. Foi necessário enviar um "mail" à organizaçãoe receber em troca um conjunto de ficheiros só com as classificações por equipa ou por escalões. Classificação Geral não existe. Ou pelo menos não foi divulgada. Enfim, mantém-se o amadorismo logo presente no momento das inscrições não havendo qualquer formulário bastando enviar por Correio Electrónico os nomes, datas de nascimento e tamanho pretendido para a T-shirt de cada atleta.

 

Atletas que concluiram a prova : 133

Vencedor: JOSÉ GASPAR (AUTO JACINTO): 0:32:39

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº 56) 

Classificação Geral: ND - Classificação no Escalão Veteranos V Masculino: 11º

Tempo Oficial: 0:49:12/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): ND

Tempo médio/Km: 4:55s  <=> Velocidade média: 12,20Km/h (*)

 

CARLOSAGONÇALVES (Dorsal Nº 57) 

Classificação Geral: ND- Classificação no Escalão Veteranos VI Masculino: 22º

Tempo Oficial: 0:58:37/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): ND

Tempo médio/Km: 5:52s  <=> Velocidade média: 10,24Km/h (*)

 

 (*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do Mês de Janeiro

  • 13 - Corrida com os Campeões (Lisboa) - 10 Km
  • 21 - Grande Prova de Atletismo do Camarnal (Camarnal) - 10 Km
  • 28 - Corrida do Fim da Europa (Sintra/Cabo da Roca) - 17 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 23:02

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

CORRIDA COM OS CAMPEÕES

Num fim de semana em que escasseavam alternativas, por forma a não perder a embalagem do ano anterior e para absorver os excessos da passagem de Ano o Carlos Teixeira e o Frederico Sousa decidiram participar pela primeira vez nesta prova.

 

É certo que os Lebres e Tartarugas já participaram noutros anos em provas do Campeonato Nacional de Estrada mas esta foi a primeira participação com esta configuração.

 

Com partida e chegada no Estádio Nacional do Jamor a prova desenvolvia-se ainda pela estrada marginal num percurso que provou ser bem mais exigente do que muitas outras provas em que participamos.

 

A partida ocorreu às 15:10 (hora inédita) de um Sábado, ou seja 10 minutos depois da partida da prova do Campeonato Nacional de Estrada.

 

A prova popular, patrocinada pela Allianz (ou seja o Carlos Teixeira corria em casa ou pela casa), registou uma participação moderada com os atletas a serem divididos em diversos escalões.

 

Depois da partida descemos em direcção à Marginal tendo virado para a direira e enfrentado por duas vezes a subida do Alto da Boa Viagem.

 

Seguindo depois em frente entravamos pela recta do Dafundo onde se deu o retorno em direcção do Jamor e mais precisamente do Estádio Nacional onde se encontrava a meta.

 

Foi uma prova dura e exigente reflectida nos tempos registados pelos atletas.

 

No entanto foi uma tarde bem passada numa prova a repetir.

[Crónica de Frederico Sousa]

 

Atletas que concluiram a prova ALLIANZ: 520

Vencedor: JOSÉ GASPAR (CCCAMP): 0:32:10

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº 2097) 

Classificação Geral: 354º - Classificação no Escalão Masculino: 321º

Tempo Oficial: 0:56:50/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): ND

Tempo médio/Km: 5:41s  <=> Velocidade média: 10,56Km/h (*)

 

CARLOSATEIXEIRA (Dorsal Nº 2101) 

Classificação Geral: 200º - Classificação no Escalão Masculino: 190º

Tempo Oficial: 0:49:37/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): ND

Tempo médio/Km: 4:58s  <=> Velocidade média: 12,09Km/h (*)

 

 (*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do Mês de Janeiro

  • 13 - Corrida com os Campeões (Lisboa) - 10 Km
  • 21 - Grande Prova de Atletismo do Camarnal (Camarnal) - 10 Km
  • 28 - Corrida do Fim da Europa (Sintra/Cabo da Roca) - 17 Km

 

publicado por Carlos M Gonçalves às 23:52

link do post | comentar | favorito
Sábado, 6 de Janeiro de 2018

SÃO SILVESTRE DE LISBOA

Manteve-se a tradição da participação de uma equipa das LEBRES E TARTARUGAS na Corrida São Silvestre de Lisboa sendo de assinalar o facto de Carlos Teixeira e Frederico Sousa serem totalistas numa prova que celebrou este ano a décima edição.

 

Regista-se também que estivemos presentes com a nossa maior representação de sempre com, nada mais nada menos, oito atletas:

 

  • João Valério
  • Carlos Gonçalves
  • José Pedro Jordão
  • Carlos Teixeira
  • Frederico Sousa
  • Pedro Antunes
  • André Gonçalves
  • Gonçalo Gonçalves

A foto da equipa contou ainda com a presença da nossa Caminheira Etelvina Teixeira, Bina para os amigos. Só faltou mesmo a nossa Treinadora e Caminheira Ana Luísa. E muitos outros que, aqui ou ali, têm contribuído para escrever a história das LEBRES E TARTARUGAS.

 IMG_1859.JPG

 Ainda se associou à nossa equipa um nono elemento – Ana Gomes – que se estreou absolutamente em corridas e que será potencialmente uma nova Tartaruga. Assim ela o queira.

IMG_1860.JPG

Sem alterações em termos de percurso face às recentes edições, saudamos o terem reposto a hora de partida para o final da tarde. Voltámos a ter os atletas a correr pelas ruas da baixa pombalina, e pela mais emblemática avenida da cidade de Lisboa, numa hora em que a sua beleza e encanto mais resplandecem, com as decorações de Natal a darem um contributo muito especial.

 

Com o aproximar das cinco e meia da tarde os atletas encaixam-se nos blocos respectivos.

 

Os dois Carlos vão para a zona dos Sub50. O Frederico e o João Valério entram na secção dos Sub60. E, por fim, os restantes Tartarugas – Gonçalo, André, Pedro e José Pedro, na companhia de Ana, - acomodam-se no muito concorrido e mais complicado sector dos Mais de 60.

IMG_1855.JPG

À hora marcada abrem-se as hostilidades precedidas com o Hino Nacional a ser cantado em uníssono pelos mais de oito mil atletas presentes na Avenida da Liberdade.

 

Seguindo a tradição retomou-se a “Guerra dos Sexos” com as mulheres a partirem em primeiro lugar. Cerca de 3 minutos mais tarde saem os homens em sua perseguição. Até hoje as atletas femininas têm dominado com mais vitórias na classificação geral.

 

Todos iniciam, à vez, a Corrida São Silvestre de Lisboa. A confusão do costume avoluma-se à medida que partem os últimos blocos. Com mais ou menos atropelos, mais ou menos pisões, os atletas começam a percorrer os primeiros quilómetros. Só já na 24 de Julho diminui um pouco o congestionamento e consegue-se correr mais em condições. Mas, como já é habitual, nunca temos grande espaço de manobra.

 

À saída da Praça dos Restauradores abordamos os três derradeiros quilómetros. Metade é terrivelmente sempre a subir até se cumprir meia volta ao Marquês de Pombal. Finalmente começa a tão desejada descida até à meta. Mas não pensem que é fácil. Temos uma competição dentro da própria corrida: o “Último quilómetro”. Os que ainda têm algumas energias aceleram “prego a fundo” até à meta. Os outros vão-se “arrastando” como podem…

 

Os atletas aglomeram-se logo após terminarem a prova. Elementos da Organização esforçam-se por dispersarem os corredores evitando um indesejável “entupimento” que perturbe quem ainda tenta cortar a meta.

 

Enrolados numa espécie de manta térmica todos procuram encontrar os familiares e outros colegas de corrida. É o reagrupamento da equipa das LEBRES E TARTARUGAS. Com as despedidas e desejos de um Excelente Ano de 2018 cada um ruma aos seus carros já a pensar no “Reveillon” da passagem de ano.

 

Fechou-se o primeiro ciclo da nossa época competitiva. Até à primeira corrida, em Janeiro, vamos ter algumas semanas de descanso mas também de preparação.

 

Atletas que concluiram a prova: 8275

Vencedor: SAMUEL BARATA (SLB): 0:29:57 - Tempo no Último Km => 0:02:44 (2º classificado) 

São Silvestre.jpg

 (*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do Mês de Dezembro

  • 3 - Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 21,0975 Km
  • 10 - Grande Prémio do Natal (Lisboa) - 10 Km
  • 17 - Onyria Challenge (Cascais)
  • 30 - Corrida São Silvestre de Lisboa - 10 Km

 

 

 

 

 

publicado por Carlos M Gonçalves às 23:36

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MEIA MARATONA DOS DESCOBR...

. CORRE JAMOR

. CORRIDA DA ÁGUA

. MARATONA DO PORTO

. TRAIL DA REAL TAPADA

. CORRIDA DO MONTEPIO

. EDP Maratona de Lisboa

. Vodafone Meia Maratona de...

. Corrida ActivoBank/Clube ...

. CORRIDA FARMACÈUTICOS

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds