Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2016

GRANDE PRÉMIO DE NATAL

Longe vai o dia 20 de Dezembro de 2009 quando, no seu primeiro ano de actividade enquanto equipa, os três atletas fundadores das LEBRES E TARTARUGAS participaram pela primeira vez no Grande Prémio de Natal.

 

Ainda está bem gravada na nossa memória a tremenda desorganização desta corrida cuja meta estava colocada na Praça dos Restauradores, mas já em sentido ascendente em direcção ao Marquês de Pombal. Fruto da existência de um estrangulamento logo a seguir à meta o monumental “engarrafamento” estendeu-se bem para trás prejudicando o desempenho dos vários atletas.

 

De imediato a nossa equipa decidiu, por unanimidade, não voltar no ano seguinte a esta prova.

 

Mas, por vezes, o coração suplanta a razão. Deste modo, e depois do interregno de um ano, a equipa das LEBRES E TARTARUGAS decidiu arriscar de novo a participação no Grande Prémio de Natal, na esperança de que os erros antes cometidos tivessem sido resolvidos. E foram, pelo menos no que respeita ao final da prova.

 

Em 2011, afastados os “fantasmas do passado”, regressamos ao mesmo palco e sem grandes problemas. Mas, e como também registaríamos no ano seguinte, os atletas que se abalançaram aos dez quilómetros tiveram direito a um desconto de dez por cento na distância. No final foram nove mil metros, prenunciando a época de saldos “natalícios”.

 

Após novo interregno voltamos em 2013 ao Grande Prémio de Natal, desta vez já com um novo figurino sendo a partida feita junto às instalações da antiga Feira Popular de Lisboa.

 

O Grande Prémio de Natal, atendendo à época em que se realiza, e percorrendo o principal eixo viário da cidade de Lisboa, assume o seu papel de prova emblemática.

 

Por isso os atletas das LEBRES E TARTARUGAS voltaram a emprestar o seu nome a esta corrida. Frederico, Pedro e os dois Carlos voltaram a encontrar-se numa manhã de Dezembro para correrem em equipa a edição de 2016 do Grande Prémio de Natal.

 

Partiram de casa do Frederico rumo a Lisboa tendo como primeira preocupação estacionarem o carro o mais perto possível da zona da Meta e a tempo de apanharem o Metro até ao Centro Comercial do Colombo.

 

A Partida estava instalada junto ao Hospital da Luz, no mesmo local escolhido pela Corrida do SLB.

 

À falta da nossa Treinadora tivemos de recorrer a umas simpáticas atletas para nos tirarem a habitual fotografia de grupo.

IMG_0158.JPG

Não sabemos se foi por estarmos em dia de “dérbi” Lisboeta ou apenas por simples coincidência, mas o que fica para a história é que os atletas tiveram de passar perto quer do Estádio do Benfica quer muito perto do Estádio de Alvalade. A partir deste ponto segue-se um percurso já muito bem conhecido das provas que se realizam na cidade de Lisboa. Desde o Campo Grande temos os nossos conhecidos túneis que nos levam até à Praça Duque de Saldanha, ponto altimétrico mais alto do percurso, e sucedendo-se a corrida vertiginosa rumo à meta, sempre a descer ao longo das Avenidas Fontes Pereira de Melo e da Liberdade e com passagem pelo Marquês de Pombal.

 

A marca dos nove quilómetros avisa que o fim está próximo. Mas, nesta fase, os atletas não dão descanso às suas pernas. Antes pelo contrário, pois tentam recuperar definitivamente o atraso a que foram obrigados nos primeiros três quilómetros ao longo dos quais a aglomeração de corredoras e de corredores era grande.

 

Cada um, à vez, os representantes das LEBRES E TARTARUGAS vão terminando a sua corrida, todos eles bastante satisfeitos com a sua prestação.

 

Já em período de descanso há que vencer a exigente subida do Elevador da Glória até chegar ao local onde uma hora e meia antes tínhamos parqueado o nosso carro.

 

Voltamos à “Casa da Partida”, algures na Rua Paulo da Gama onde, por volta das nove e quinze da manhã, se tinha dado o encontro da equipa das LEBRES E TARTARUGAS.

 

Para fechar o ano resta-nos a Corrida São Silvestre de Lisboa onde vão estar novamente em acção estes quatro magníficos corredores.

 

Atletas que concluiram a prova: 4684

Vencedor: HÉLIO GOMES (Sporting CP) - 0:28:35

 

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº3026)

Classificação Geral: 1952º - Classificação no Escalão M VET 50-55-60: ND

Tempo Tempo Oficial: 0:51:29/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:48:04

Tempo médio/Km: 4m:48s  <=> Velocidade média: 12,48 Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº3045)

Classificação Geral: 1579º - Classificação no Escalão M VET 50-55-60: ND

Tempo Tempo Oficial: 0:49:25/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:46:01

Tempo médio/Km: 4m:36s  <=> Velocidade média: 13,04 Km/h (*)

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº3216)

Classificação Geral: 3594º - Classificação no Escalão M VET 50-55-60: ND

Tempo Tempo Oficial: 1:01:22/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:57:58

Tempo médio/Km: 5m:48s  <=> Velocidade média: 10,35 Km/h (*)

 

PEDRO ANTUNES (Dorsal Nº3882)

Classificação Geral: 4144º - Classificação no Escalão M Séniores: ND

Tempo Tempo Oficial: 1:07:53/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:04:28

Tempo médio/Km: 6m:27s  <=> Velocidade média: 9,31 Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário do Mês de Dezembro

  • 4 - Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 21,0975 Km
  • 11 - Grande Prémio do Natal (Lisboa) - 10 Km
  • 31 - Corrida São Silvestre (Lisboa) - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 22:01

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 9 de Dezembro de 2016

Meia Maratona dos Descobrimentos - Manhã Submersa

Eram 9h da manhã quando saí de casa para participar em mais uma edição da meia maratona dos descobrimentos chovia abundantemente e o meu pensamento dividia-se entre deslocar-me para Belém ou regressar a casa. Na véspera os meus dois colegas Tartarugas tinham-me incumbido de representar os Lebres e Tartarugas nesta prova e logo de manhã recebi o incentivo do Carlos Gonçalves via WhatsApp “Boa Prova atleta. E no final da corrida se sentires a tua camisola mais pesada não é da chuva.  É antes o peso das três camisolas das Lebres e Tartarugas”. O orgulho de representar a nossa equipa e a vontade de correr superaram o péssimo tempo que se fazia sentir, mesmo assim retive-me dentro do carro até faltarem 17 minutos para a partida. Assim que saí do carro comecei logo a correr com uma chuva fria a bater-me no corpo e por vezes tive que substituir o passo de corrida por alguns saltos afim de evitar as longas poças que já existiam ao longo das ruas. Faltavam escassos minutos para a meia maratona começar quando cheguei à zona de partida, os atletas em grande número o que me surpreendeu face ao mau tempo que se fazia sentir repartiam-se pelas diferentes entradas em função das suas marcas pessoais impávidos e serenos com o duche que estavam a levar. Ás dez em ponto deu-se a partida em direção a Algés e os primeiros quilómetros foram de adaptação às condições do tempo e aos seus reflexos no piso inundado de diversas poças. Após o retorno em Algés começou-se também a sentir um vento lateral que dificultava a velocidade dos atletas, na passagem entre o Cais Sodré e o Terreiro de Paço grandes problemas para fugir às grandes poças de água principalmente na zona da Ribeira das Naus onde além da água cheirava muito mal a esgoto. O percurso teve como principal novidade a passagem pelo Rossio ao contrário do que se tinha verificado nas anteriores edições. Nos últimos 6km finalmente parou de chover e o sol apareceu o que tornou muito agradável o final da corrida onde mais de 2.600 cruzaram a linha de meta.

[Crónica de Carlos Teixeira]

 

Atletas que concluiram a prova: 2637

Vencedor: CARLOS CARDOSO (GFD Running) - 1:10:39

 

CAR96LOS TEIXEIRA (Dorsal Nº26)

Classificação Geral: 926º - Classificação no Escalão M5559: 38º

Tempo Tempo Oficial: 1:44:13/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:43:46

Tempo médio/Km: 4m:55s  <=> Velocidade média: 12,20 Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário do Mês de Dezembro

  • 4 - Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 21,0975 Km
  • 11 - Grande Prémio do Natal (Lisboa) - 10 Km
  • 31 - Corrida São Silvestre (Lisboa) - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 22:26

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2016

CORRIDA JUNTOS CONTRA A FOME

Enquanto os Maratonistas recuperam da participação da Maratona do Porto e se preparam para a tradicional Meia Maratona dos Descobrimentos, o Tartaruga Frederico continua a trocar os treinos que devia fazer (e não faz) por provas de menor distância.

 

Sendo que os calendários mais usuais apontavam por uma escassez de provas de 10 kms para este fim de semana, uma procura mais cuidada na internet surtiu logo o efeito desejado identificando duas provas dessa distância, uma em Lisboa e outra em Cascais.

 

Em ambos os casos os traçados não eram virgem para este atleta, que acabou por optar pela agradável proximidade do mar.

 

Assim sendo, deslocou-se a Cascais para a Corrida Juntos Contra a Fome, que conta já com a sua terceira edição.

 

Das provas disputadas até à data em Cascais está terá sido, eventualmente, a que contou com a menor participação. Ainda assim concluíram esta prova 751 atletas na distancia de 10 kms. Nada mau.

 

O dia apresentava-se agradável, com algumas nuvens, fresco, mas sem vento.

 

Partida alguns minutos após as 10:00 e lá nos fizemos à estrada.

 

O trajecto era muito simples (e conhecido). Saída da Baia de Cascais em direcção ao Guincho pela Avenida do antigo pavilhão do Dramático de Cascais. Ou seja o arranque da prova foi feito em 1ª durante algum tempo.

 

Só na chegada à casa da Guia é que se pode então alargar um pouco a passada.

 

Um pouco antes do restaurante Monte Mar efectuou-se o retorno à base sempre junto ao mar, com passagem na Boca do Inferno, Marina e finalmente Baia da Cascais.

 

A prova foi um pouco sofrida para se conseguir completar antes de 1:00:00 o que foi conseguido com alguma margem.

 

Foi pois mais uma participação numa prova simples e agradável cumprindo-se também o objectivo de não deixar as Lebres e Tartarugas sem representação em provas neste fim de semana.

 

Para a semana há mais.

 

Por curiosidade ao chegar a casa o Frederico deparou-se ainda com uma outra prova a decorrer junto a Pedrouços sem se conseguir ainda aperceber que prova foi essa que lhe escapou mesmo debaixo das suas barbas.

 [Crónica de Frederico Sousa]

 

Atletas que concluiram a prova: 751

Vencedor: JOSÉ GASPAR (CP) - 0:32:09

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº1076)

Classificação Geral: 474º - Classificação no Escalão Masculinos: 403º

Tempo Tempo Oficial: 0:57:17/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:57:10

Tempo médio/Km: 5m:43s  <=> Velocidade média: 10,50 Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do Mês de Novembro

  • 6 - MARATONA DO PORTO - 42,195 Km
  • 6 - Corrida Luzia Dias (Lisboa) - 10 Km
  • 13 - Corre Jamor (Lisboa) - 10 Km
  • 20 - Corrida da Água (Lisboa/Monsanto) - 10 Km
  • 27 - Corrida Contra a Fome (Cascais) - 10 Km

 

Calendário para o Mês de Dezembro

  • 4 - Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 21,0975 Km
  • 11 - Grande Prémio do Natal (Lisboa) - 10 Km
  • 31 - Corrida São Silvestre (Lisboa) - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 00:20

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MEIA MARATONA DOS DESCOBR...

. CORRE JAMOR

. CORRIDA DA ÁGUA

. MARATONA DO PORTO

. TRAIL DA REAL TAPADA

. CORRIDA DO MONTEPIO

. EDP Maratona de Lisboa

. Vodafone Meia Maratona de...

. Corrida ActivoBank/Clube ...

. CORRIDA FARMACÈUTICOS

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds