Sábado, 26 de Janeiro de 2013

CORRIDA LUZIA DIAS

Após um ano de ausência os tartarugas voltaram a estar representados nesta competição, embora apenas por um dos seus atletas.

 

A corrida ficou prejudicada pela intempérie que assolou Lisboa na véspera e por a distância da prova não ter respeitado os 10 Kms da prova. No final os participantes comentavam os Km’s que cada um tinha percorrido tendo-se concluído que no máximo a prova terá tido 9,5Kms.

 

Apesar do mau tempo da véspera e do próprio dia da prova, que estava frio e com o céu bem carregado de cinzento a prometer chuva, saliente-se que o número de atletas que terminaram a prova - 1090 em 1250 inscritos - foi superior ao do ano anterior (1007). Tirando a sujidade das ruas e alguma lama na parte final em plena Quinta das Conchas as condições atmosféricas não prejudicaram a corrida. Antes pelo contrário a temperatura fria convidava os atletas a correr rápid,o e a chuva que caiu não passou de uma ligeira cacimba. O nosso tartaruga lançou-se à corrida com o objetivo de bater o seu record pessoal na distância (46m45s). Para tal estabeleceu para seu controlo um objetivo de 4 minutos e meio por Km. A corrida não encerrava grandes dificuldades. Os primeiros 5km, apesar de terem algumas pequenas subidas, eram de reduzida dificuldade e foi possível percorrê-los em menos de 22m e 30 s, entre o sexto e o sétimo quilómetro. A principal dificuldade foi uma subida mais inclinada até ao Vale do Grafe, posteriormente atenuada com a descida até entrada da Quinta das Conchas. Dentro deste local a principal dificuldade foi escolher o sítio adequado para colocar os pés, face à existência de alguma lama e ramos de árvores que se encontravam caídos.

 

Assim, que atingiu os 9km o nosso tartaruga constatou que tinham passado apenas 41 m e interiormente já festejava a queda de mais um record, quando mais alguns metros à frente encontrou de forma extemporânea a meta, não ao fim dos 10 Kms previstos, mas sim, de acordo com a sua medição, após 9,390 Kms. À alegria de ter completado e participado em mais uma prova ficou a frustração da redução da distância da mesma, o que recordando as nossas anteriores participações já se tinha verificado em 2010 e 2009. Na nossa opinião a organização devia ter informado os atletas no início da prova do encurtamento da mesma, ou no final ter pedido desculpa aos mesmos, mas lamentavelmente não o fez.

 

Não podíamos acabar esta curta crónica sem referir a participação na prova da homenageada e de uma grande figura do nosso atletismo, que aos 75 anos ainda dá cartas, Armando Aldegalega.

 

[Crónica de Carlos Teixeira]

 

Atletas que concluiram a prova: 1090 (1007 em 2012)

Vencedor: CUSTÓDIO ANTÓNIO(Clube Praças da Armada: 0:31:36

 

Tempo médio/Km: 4m:50s  <=> Velocidade média: 12,40Km/h (*)

 

Tempo Oficial: 1:25:28/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:24:52

Tempo médio/Km: 5m:39s  <=> Velocidade média: 10,60Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA  (Dorsal Nº 555)

Classificação Geral: 302º - Classificação no Escalão(M50): 27º

Tempo Oficial: 0:43:37/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:43:19

Tempo médio/Km: 4m:36s  <=> Velocidade média: 13,02Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

  

Corridas do mês de Janeiro

 

  • 13 - Corrida de S. Domingos de Benfica (Lisboa) - 15 Km
  • 20 - Corrida Luzia Dias (Lisboa) - 10 Km
  • 27 - Grande Prémio do Fim da Europa (Sintra/ Cabo da Roca) - 16,945 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 01:14

link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Janeiro de 2013

CORRIDA DE SÃO DOMINGOS DE BENFICA

 

O ano de 2013 está lançado...

 

Normalmente as nossas "hostilidades" de cada ano civil iniciam-se com a Corrida de S. Domingos de Benfica. Seguramente que é a primeira prova de cada ano, habitualmente com data marcada para o primeiro fim de semana de Janeiro. Este ano, por força de se realizar em simultâneo com o Campeonato Nacional de Estrada, a data de realização atrasou-se ligeiramente e modificou um pouco o que era habitualmente a natureza desta corrida. Já tinha sido assim há um ano atrás na Corrida de Benavente. Em lugar dos habituais dez quilómetros, em 2013 a corrida foi aumentada em mais cinquenta por cento, o que originou uma alteração no traçado original do percurso. Se, por um lado, tivémos uma repetição de troços, nem sempre agradável com a passagem obrigatória de duas vezes no mesmo local, pelo menos livrámo-nos da terrível subida a partir de S. Domingos de Benfica (zona do Califa) até ao início da descida da Rua dos Soeiros. Vá lá nem tudo é negativo. E além da prova aberta aos "populares", e da corrida das "elites", também se realizava o Campeonato Nacional de Veteranos.

 

E as TARTARUGAS estiveram presentes. E não foram só os Veteranos. Com uma regularidade que se assinala num passado mais recente, e profundamente todos nós "três velhos atletas" desejamos, começamos a contar com uma "esperança" bem mais nova nestas andanças. Bartolomeu, "tu és o nosso futuro e que viabiliza a entrada das LEBRES E TARTARUGAS na classificação por equipas". E que nós te continuemos a acompanhar. E fica lançado o desafio a outras "promessas".

 

Analisando a prova, propriamente dita, foi mais uma corrida. E foi mais uma quebra de marcas individuais. Todos os nossos atletas se comportaram ao seu melhor nível.

 

Sem grandes destaques para a Corrida de S. Domingos de Benfica ficamos contentes pela organização da prova (lembram-se que há alguns anos os 10 quilómetros foram um pouco encolhidos? E que no ano seguinte tivémos um "controlador" da distância?) ter estado à altura dos acontecimentos. Tudo correu bem desde o início até ao fim. E em 2013 até tivémos tempos oficialmente controlados de todos os atletas. O único reparo vai para os tempos líquidos oficialmente divulgados que são superiores ao que cada um registou.

 

Por último só nos resta adiantar que em 2014 cá estaremos de volta.

 

Atletas que concluiram a prova: 903 (901 em 2012)

Vencedor: ELIAS VENTAGUI (Odimarq): 0:50:07

 

BARTOLOMEU SANTOS  (Dorsal Nº 580)

Classificação Geral: 362º - Classificação no Escalão (M20): 85º

Tempo Oficial: 1:13:06/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:12:35

Tempo médio/Km: 4m:50s  <=> Velocidade média: 12,40Km/h (*)

 

FREDERICO SOUSA  (Dorsal Nº579)

Classificação Geral: 695º - Classificação no Escalão (M45): 94º

Tempo Oficial: 1:25:28/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:24:52

Tempo médio/Km: 5m:39s  <=> Velocidade média: 10,60Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA  (Dorsal Nº 578)

Classificação Geral: 291º - Classificação no Escalão(M50): 27º

Tempo Oficial: 1:11:13/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:10:46

Tempo médio/Km: 4m:43s  <=> Velocidade média: 12,72Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE QUINZE QUILÓMETROS

 

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº577)

Classificação Geral: 240º - Classificação no Escalão (M55): 20º

Tempo Oficial: 1:09:53/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:09:26

Tempo médio/Km: 4m:38s  <=> Velocidade média: 12,96Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE QUINZE QUILÓMETROS

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPAS - Lebres e Tartarugas: 36º (em 58 equipas classificadas)

 

Corridas do mês de Janeiro

 

  • 13 - Corrida de S. Domingos de Benfica (Lisboa) - 15 Km
  • 20 - Corrida Luzia Dias (Lisboa) - 10 Km
  • 27 - Grande Prémio do Fim da Europa (Sintra/ Cabo da Roca) - 16,945 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 10:47

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Janeiro de 2013

BALANÇO 2009/2012

Apesar de ser em 2008, e até alguns anos antes, que alguns dos nossos companheiros se lançaram nestas andanças das Corridas de Atletismo, foi efectivamente em 2009, na Meia-Maratona de Lisboa (EDP), que os três atletas, ex- jogadores de Badminton, começaram de uma forma continuada a inscreverem-se conjuntamente nas diferentes provas de que fomos tendo conhecimento.

 

No final deste ano de 2012 é oportuno fazer um balanço mais detalhado do que foi a “nossa vida desportiva” nestes últimos quatro anos.

 

Isoladamente, em grupo de dois ou em trio, já vimos inscrito o nome das LEBRES E TARTARUGAS em 127 provas e num total de 1909,4735 quilómetros. Destas concorremos na nossa máxima força, isto é os três atletas, em 86 corridas.

 

Repartindo pelos últimos quatro anos a nossa participação reflecte-se no seguinte cenário:

 

2009

  • 19 corridas
  • Distância total: 245,49 Km

2010

  • 32 corridas
  • Distância total: 433,161 Km

2011

  • 34 corridas
  • Distância total: 532,7275 Km

2012

  • 42 corridas
  • Distância total: 698,095 Km

Reportando apenas a este último ano cada um dos nossos atletas correu, sem considerar os treinos, algumas centenas de quilómetros:

  • Frederico Sousa - 387,515 Km
  • Carlos Teixeira - 554,9225 Km
  • Carlos Gonçalves – 620,1175 Km

Ao longo destes quatro anos participámos em 56 provas diferentes e com cenários diversos:

  • 49 em estrada
  • 6 em montanha
  • 1 em areia

E, numa lógica de diversificação de lugares, assinale-se que estivémos presentes em 35 locais diferentes.

 

Desde os seis quilómetros da “Corrida Contra a Obesidade” até à Ultra Maratona Melides/Tróia, com quarenta e três mil metros, já fizemos de tudo um pouco. E novos desafios nos esperam.

 

Algumas das provas mais míticas foram-se mantendo teimosamente. Outras, como as emblemáticas Corrida do Metro e Meia Maratona dos Palácios, foram interrompidas, certamente por dificuldades de orçamento. Esperamos pelo seu regresso.

 

Apesar de encararmos esta nossa actividade desportiva dentro do maior amadorismo e mais elementar espírito desportivo o certo é que estes atletas se têm vindo a preparar cada vez melhor. O nosso grau de exigência tem vindo a aumentar de prova para prova. Como reflexo disso temos uma crescente “quebra de recordes” nas diferentes distâncias em que temos participado.

 

Tendo como referência os tempos conseguidos em 2009 o cenário de estabelecimento de melhores tempos foi o seguinte:

 

Discriminando por distâncias a nossa evolução está bem patente no quadro abaixo

 

O ano de 2011 ficou também marcado pela estreia de um dos nossos atletas na MARATONA, com a participação em duas provas no espaço de um mês.

 

Em 2012 foi lançado o desafio, e brilhantemente conseguido, de termos um segundo maratonista no nosso grupo. E há também que assinalar neste ano a participação em duas ultra-maratonas: Trilhos do Almourol e Ultra Maratona Atlântica Melides/Tróia.

 

O novo ano está à porta. Para 2013 já está lançado mais um desafio: conseguir, e “convencer”, o Frederico a realizar a sua primeira Maratona. E até há quem alimente o desejo de realizar a Maratona de Portalegre e repetir a Melides/Tróia, apesar de haver forte oposição a estas participações.

 

E para começar bem uma nova estapa vamos estar presentes na Corrida de S. Domingos de Benfica que se realiza em simultâneo com o Campeonato Nacional de Estrada. Vamos aferir a forma como os nossos TARTARUGAS se vão apresentar após o descanso e as "asneiras" natalícias.

publicado por Carlos M Gonçalves às 23:12

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2013

SÃO SILVESTRE DE LISBOA

Mais uma vez os tartarugas terminaram o ano participando nesta prova que está ligada à sua história, dado que a primeira edição realizada em 2008 coincidiu com o ano da criação dos Lebres e Tartarugas e que, por outro lado, estivemos representados em todas as restantes edições.

 

Desta vez estivemos representados por 2 dos 3 tartarugas. A corrida deste ano teve um percurso idêntico ao do ano anterior, mais difícil do que nas 3 primeiras edições, em virtude de incluir a subida da Avenida da Liberdade e da Avenida Fontes Pereira de Melo. A partida teve lugar no sentido descendente da Avenida da Liberdade a aproximadamente 200 metros dos restauradores. O centro da cidade estava apinhado de atletas, o speaker anunciava o êxito das provas incluídas nesta organização que englobaram 7.000 atletas. Entretanto os atletas foram-se arrumando nos locais de partida de acordo com as marcas obtidas em edições anteriores, foi nesse momento que os dois tartarugas participantes se separaram após a saudação habitual. Após o tiro de partida, e face ao grande aglomerado de atletas, a principal dificuldade para aqueles que pretendem melhorar as suas marcas é a ultrapassagem dos atletas mais lentos. É necessário efetuar um ziguezague permanente e por vezes fugir para os passeios, foi assim que um grande pelotão passou pela praça dos restauradores e posteriormente ao Rossio onde se respirava um agradável cheiro a castanhas, ao chegar à Baixa o pelotão dividiu-se pela rua e pelo passeio obrigando os transeuntes a refugiarem-se junto as paredes e nas entradas das lojas.

 

Após a primeira parte da prova, segue-se a passagem pelo Cais do Sodré e o Terreiro de Paço. Se por um lado o pelotão já está mais disperso existem outras dificuldades pela escuridão desta parte do trajeto, bem como a dificuldade do piso, empedrado, linhas de elétrico e buracos. Cumprido mais este troço segue-se uma parte mais fácil e agradável entre o Terreiro do Paço e os Restauradores, onde os atletas puderam apreciar o belo centro de Lisboa engalanado e preparado para a quadra de festas que neste período do ano celebramos. Após o início da Avenida da Liberdade surgem as grandes dificuldades da prova: os 1,5Kms sempre a subir nunca mais acabam, o piso também não está famoso, depois de passar o Marquês de Pombal, surgem novas dificuldades embora menores com a subida da Fontes Pereira de Melo até à Praça do Saldanha. Após esta começa um longo Sprint até à meta instalada nos restauradores, onde os atletas dão tudo para melhorar os seus tempos. Foi o que aconteceu com um dos tartarugas que conseguiu melhorar em quase cinco minutos a sua marca de 2011, bem como bater o seu record na distância dos 10kms.

 

Terminou assim em beleza o quarto ano em que este trio de amigos criou “Os Lebres e Tartarugas”. O ano 2012 foi um ano onde conseguimos melhorar continuadamente as nossas marcas, dois dos tartarugas já conseguiram completar maratonas (e em 2013 vamos ter o terceiro!!!!!). Um dos tartarugas cumpriu o feito de completar a exaustante prova entre Melides e Troía, continuamos a alargar o leque  de provas em que participamos pela primeira vez, não deixamos de continuar a participar em algumas provas que fazem parte do circuito nacional de montanha.

 

Por fim de salientar que foi mais um ano em que testemunhamos quer a treinar quer nas provas em que participamos o aumento significativo do número de atletas.

 

Agradecemos a todos aqueles que nos ajudaram a tornar possível tudo aquilo que fizemos em 2012 e aproveitamos para desejar um Feliz Ano de 2013 para todos os atletas.

 

[Crónica de Carlos Teixeira]

 

Atletas que concluiram a prova: 4559 (2454 em 2011)

Vencedor: RUI SILVA(Sporting CP): 0:29:25

 

FREDERICO SOUSA  (Dorsal Nº768)

Classificação Geral: 3540º - Classificação no Escalão (Vet 3): 403º

Tempo Oficial: 1:01:42/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:58:53

Tempo médio/Km: 5m:53s  <=> Velocidade média: 10,19Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA  (Dorsal Nº 767)

Classificação Geral: 1251º - Classificação no Escalão(Vet 4): 95º

Tempo Oficial: 0:48:20/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:46:45

Tempo médio/Km: 4m:41s  <=> Velocidade média: 12,83Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE DEZ QUILÓMETROS

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do mês de Dezembro

 

  • 9 - Maratona/Meia Maratona dos Descobrimentos (Lisboa) - 42,195 Km/21,0975 Km
  • 16 - Grande Prémio de Natal (Lisboa) - 9 Km
  • 29 - São Silvestre de Lisboa - 10 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 22:44

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. EDP Maratona de Lisboa

. Vodafone Meia Maratona de...

. Corrida ActivoBank/Clube ...

. CORRIDA FARMACÈUTICOS

. Corrida do Tejo – dez ano...

. CORRIDA DA LINHA

. São João das Lampas ou da...

. PALMELA RUN

. MARGINAL À NOITE

. CORRIDA DO ORIENTE

.arquivos

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds