Quarta-feira, 23 de Março de 2011

MEIA MARATONA DE LISBOA - 21ª Edição

Todos juntos de novo para mais uma grande clássica do atletismo de estrada.

 

Atendendo aos condicionalismos logísticos inerentes à distância entre os locais de partida e de chegada tivémos de, uma vez mais, deixar os carros na zona de Belém e transportarmo-nos para a Praça da Portagem da Ponte 25 de Abril. O Ponto de encontro foi a Estação Fluvial de Belém. E para começar bem (?) o dia um dos Tartarugas foi abordado por duas atletas estrangeiras que pretendiam dirigir-se para o local da partida e não sabiam que transporte utilizar. Solícito, como sempre, logo tratou de arranjar "boleia" para as "Bifas" num dos autocarros da TABAQUEIRA que iriam transportar os seus trabalhadores/atletas. Satisfeito com o dever cumprido regressou para junto dos seus companheiros. As suas caras de reprovação não escondiam a insatisfação pela desastrada decisão do colega. Logo agora que se preparavam para oferecer áquelas atletas a tão desejada boleia para a margem Sul aproveitando para confraternizarem com elementos de outro País, com um desejável e salutar intuito de troca de experiências desportivas? E como o nosso carro era só de cinco passageiros, e apenas sobrava um lugar, elas teriam de ir no banco de trás bem aconchegadas pelos outros atletas. Querem melhor aquecimento e motivação para a prova que esta que lhes seria proporcionada? IMPERDOÁVEL ...

 

Passemos adiante.

 

Às portas da Primavera a temperatura do ar indiciava que iríamos ter uma meia maratona de maior sofrimento, principalmente para quem se dá melhor com o frio. A longa espera, desde a chegada ao local da partida até ao início da prova é, sem dúvida, um dos grandes problemas das duas meia maratonas da cidade de Lisboa que incluem a travessia das Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama. É perto de uma hora e meia de espera, contribuindo para aumentar a "moleza" e a impaciência dos atletas. E uma vez mais veio à memória as atletas estrangeiras que tão perto estivémos de lhes dar boleia. Seguramente que o tempo passado na Praça da Portagem seria bem mais agradável ...

 

A aglomeração é grande. Finalmente às 10H30 soa o sinal de partida. A beleza da travessia da Ponte 25 de Abril contrasta com a dificuldade inerente ao elevado congestionamento. Aqueles primeiros quilómetros condicionam fortemente o tempo final. Só na descida para Alcântara é que, finalmente, temos a possibilidade de imprimir uma andamento mais vivo. O percurso não trouxe nada de novo. O grande senão tem a ver com o troço entre o Campo das Cebolas e o ponto de inversão perto do Dafundo. São mais de sete quilómetros que, embora planos, mais parecem uma interminável linha recta. Desgastante física e psicologicamente. É normalmente nesta fase que se dão as indesejáveis quebras de ritmo. Após o quilómetro dezoito, e já no regresso aos Jerónimos, vamos buscar as últimas forças. Ânimo que o fim está próximo. Ultrapassado o quilómetro vinte e um é a aceleração final. Mas como cada metro é longo, muito longo...

 

Nunca é de mais salientar a quantidade e a qualidade dos abastecimentos. E como foram tão importantes neste domingo primaveril com condições climatéricas a fazerem lembrar o Verão.

 

Uma  vez mais terminámos exaustos mas satisfeitos. Dois dos nossos atletas até conseguiram a sua melhor marca de sempre nesta prova. E que venha a próxima corrida.

 

E já me esquecia. Uma das Tartarugas reencontrou as "bifas" no início da corrida tendo-lhes feito companhia durante algum tempo. Afinal nem tudo estava perdido.

 

Atletas que concluiram a prova: 6331 (5475 em 2010)

Vencedor: Zersenay Tadese (Eritreia) - Tempo Oficial: 0:58:30

 

FREDERICO SOUSA

Classificação Geral: 5255º - Classificação no Escalão M45: 580º

Tempo Oficial: 2:21:50/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 2:20:02

Tempo médio/Km: 6m:38s  <=> Velocidade média:9,04Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA 

 

CARLOS TEIXEIRA

Classificação Geral: 3779º - Classificação no Escalão M50: 300º

Tempo Oficial: 2:05:19/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 2:03:38

Tempo médio/Km: 5m:52s  <=> Velocidade média:10,24 Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA

 

CARLOS GONÇALVES

Classificação Geral: 2816º - Classificação no Escalão M50: 223º

Tempo Oficial: 1:56:58/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:55:19

Tempo médio/Km: 5m:28s  <=> Velocidade média: 10,98Km/h (*)

 

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o mês de Março

  • 6 - 20 KM de Cascais
  • 13 - Corrida das Lezírias (V.F. de Xira - 15 Km)
  • 20 - Meia Maratona de Lisboa (21, 0975 Km)
  • 27 - 12 Km de Salvaterra de Magos
publicado por Carlos M Gonçalves às 23:41

link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Março de 2011

CORRIDA DAS LEZÍRIAS - 15 KM

De novo se fizeram à estrada as nossas Tartarugas. Desfalcadas do seu elemento mais "jovem" rumaram a Vila Franca de Xira para repetirem a participação na Corrida das Lezírias. A escolha começa a ser difícil tão grande é a oferta de provas que em cada fim de semana enchem de colorido e animação as terras de Portugal. Se não queremos perder as corridas mais emblemáticas começamos a ter um sério problema de organização e gestão do calendário. E para quem só queria participar em duas provas por mês não estamos nada mal. É sempre a abrir.

 

Desta vez não encontrámos o calor primaveril que se verificou no ano passado. Os últimos dias bastante chuvosos que se fizeram sentir por estas paragens obrigaram a organização a proceder à última hora a uma alteração do traçado da corrida. Foi pena pois já não percorremos a parte mais interessante que acompanhava o Rio Tejo durante alguns quilómetros. Apesar de menos bonito e agradável o troço em terra batida era mais rápido e, por isso mesmo, propício à obtenção de boas marcas. Apesar da aparente facilidade desde que deixámos o alcatrão e entrámos na lezíria era sempre a subir e com grande rectas até ao ponto de inversão do sentido da corrida.

 

Quanto ao resto nada de novo. As mesmas dificuldades de 2010 estiveram presentes, desde as duas subidas para a Ponte Marechal Carmona (uma logo no início e outra no fim) até aos dois últimos quilómetros percorridos em piso empedrado.

 

O cansaço já pesava bastante nas pernas. Queimam-se as últimas calorias, para não dizer os últimos "cartuchos". Chegados ao quilómetro quatorze os atletas vão rebuscar as últimas energias na procura da superação dos tempos conseguidos em edições anteriores. Os paralelipípedos do pavimento não ajudam em nada a festa. E como aqueles últimos mil metros parecem tão longos ...

 

Meta à vista e o derradeiro "sprint". Uma vez mais um dos atletas - Carlos Gonçalves - conseguiu pulverizar a marca de 2010. Tirou mais de três minutos ao tempo anterior e ficando por uma "unha negra" abaixo da fasquia da hora e quinze minutos. Foi uma corrida toda ela feita ao ritmo de uma prova de dez quilómetros. Ficou a ser o melhor tempo deste atleta na distância de quinze quilómetros. Carlos Teixeira não conseguiu, por escassos segundos, superar a marca do ano passado. Mas essa tinha sido somente a sua melhor prova de sempre nesta distância.

 

Destaca-se uma vez mais, e como já é hábito, a elevada participação popular. Todavia o número total de atletas que cruzaram a linha de chegada foi um pouco inferior ao de 2010.

 

A Corrida das Lezírias foi ainda o derradeiro teste para a desgastante Meia Maratona que se realizará dentro de uma semana.

 

Atletas que concluiram a prova: 1292 (1387 em 2010)

Vencedor: Vítor Carranca (JD Almansor) - Tempo Oficial: 0:47:36

 

CARLOS TEIXEIRA

Classificação Geral: 918º - Classificação no Escalão M50: 118º

Tempo Oficial: 1:19:42/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:19:34

Tempo médio/Km: 5m:18s  <=> Velocidade média:11,31 Km/h (*)

 

CARLOS GONÇALVES

Classificação Geral: 728º - Classificação no Escalão M50: 96º

Tempo Oficial: 1:15:08/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:14:59

Tempo médio/Km: 5m:00s  <=> Velocidade média: 12,00Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE 15 KM

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o mês de Março

  • 6 - 20 KM de Cascais
  • 13 - Corrida das Lezírias (V.F. de Xira - 15 Km)
  • 20 - Meia Maratona de Lisboa (21, 0975 Km)
  • 27 - 12 Km de Salvaterra de Magos
publicado por Carlos M Gonçalves às 19:30

link do post | comentar | favorito
Sábado, 12 de Março de 2011

20 KM DE CASCAIS

Adivinhava-se um cenário nada animador com as previsões meteorológicas a apontarem para um fim de semana de pura invernia com chuva, vento, e talvez mesmo algum frio. O contraste era grande se nos lembrarmos do tempo quase primaveril com que o S. Pedro nos presenteou na Corrida da Árvore de há uma semana atrás.

 

Quem participou nesta corrida em 2010 certamente não esqueceu as condições bastante adversas que teve de suportar e ultrapassar para vencer os vinte quilómetros da prova, principalmente no segmento que se desenrola "fora de portas" ao longo da costa até ao Guincho.

 

E o dia começava animado com a chuva a marcar forte presença preparando-nos, desde logo, psicologicamente para mais uma dura prova. Quem também não deixou de marcar presença foram os mais de mil e trezentos atletas que, repetentes ou não, quiseram ver o seu nome inscrito nas camisolas da edição do próximo ano.

 

Com o aproximar das dez horas da manhã, e depois de feitos os aquecimentos mínimos necessários, estava na altura de se procurar o melhor posicionamento na grelha de partida. Uma multidão compacta aguarda ansiosa mas serenamente o "tiro de partida". Os últimos gritos de incentivo e as trocas de palavras com alguns participantes na "Rapidinha" de 5 Km e tudo parece estar a postos.

 

A chuva desaparece e o vento acalma, e até a temperatura assume um valor agradável para esta altura do ano. Como que por encanto os nossos receios desvanecem-se. A corrida começa, como é habitual, um pouco aos repelões e encontrões. Uma primeira abordagem à subida para o hipódromo e regresso à baía de Cascais para uma passagem pela "Casa de Partida", mas sem recebermos os habituais "dois contos" do jogo do Monopólio. Com a segunda "visita" ao hipódromo de Cascais os atletas fazem-se à estrada em direcção ao local de culto dos Surfistas, a famosa praia do Guincho. De novo o São Pedro lembra-se de nós e reserva-nos uma agradável surpresa com praticamente ausência de vento. Apenas uma ligeira e até bem vinda brisa. À passagem pela zona dos Oitavos começa-se a vislumbrar alguma agitação em sentido contrário. O líder da prova já galgava os quilómetros de retorno em direcção à meta. E com uma ENORME distância relativamente aos seus mais directos perseguidores. Os mais de três minutos de diferença entre os dois primeiros classificados que se veio a verificar no final estavam ali bem presentes.

 

Por volta do quilómetro 12,5 está colocado o ponto inversão da corrida. E este ano até pareceu tudo muito fácil. É certo que o tempo ajudava mas não seria, acima de tudo, o corolário da melhor preparação das Tartarugas, tantas e tantas vezes já revelada este ano? Quilómetro após quilómetro o fim começa a ficar mais perto. Só nos restava cumprir a última subida que terminaria por volta dos dezassete quilómetros. E como este ponto era psicologicamente importante. A partir daí era praticamente sempre a descer até ao fim da corrida. Controlam-se os tempos conseguidos e fazem-se as contas para melhorarmos os registos do ano passado. E neste capítulo os nossos atletas estiveram irrepreensíveis e à altura dos seus pergaminhos. Todos superaram, e com grande margem, os tempos de 2010: entre 3 a 9 minutos foram as diferenças registadas.

 

A satisfação interior é enorme. Só que o esforço dispendido nas últimas centenas de metros, na ânsia de se melhorarem tempos e classificações, apodera-se por completo dos nossos rostos. E, como estamos no Carnaval,  nada mais apropriado do que nos mostrarmos com uma máscara, a "máscara do sofrimento". Recuperados já só pensamos na próxima etapa. Vila Franca de Xira espera-nos para a Corrida das Lezírias.

 

Atletas que concluiram a prova: 1368 (1317 em 2010)

Vencedor: Hélder Ornelas (GDR Conforlimpa) - Tempo Oficial: 1:02:11

 

FREDERICO SOUSA

Classificação Geral: 1134 - Classificação no Escalão M45: 191º

Tempo Oficial: 1:54:39/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:54:07

Tempo médio/Km: 5m:42s  <=> Velocidade média:10,52Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE 20 KM 

CARLOS TEIXEIRA

Classificação Geral: 1076º - Classificação no Escalão M50: 149º

Tempo Oficial: 1:52:12/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:51:39

Tempo médio/Km: 5m:35s  <=> Velocidade média:10,75 Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE 20 KM

CARLOS GONÇALVES

 

Classificação Geral: 900º - Classificação no Escalão M50: 126º

Tempo Oficial: 1:46:18/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:45:47

Tempo médio/Km: 5m:17s  <=> Velocidade média: 11,34Km/h (*)

MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA E NA DISTÂNCIA DE 20 KM

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o mês de Março

  • 6 - 20 KM de Cascais
  • 13 - Corrida das Lezírias (V.F. de Xira - 15 Km)
  • 20 - Meia Maratona de Lisboa (21, 0975 Km)
  • 27 - 12 Km de Salvaterra de Magos
publicado por Carlos M Gonçalves às 01:03

link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Março de 2011

CORRIDA DA ÁRVORE

E assim começou um ciclo "terrível" de oito fins de semana consecutivos em provas. Inicialmente tínhamos previsto participar no "Trail Terras de Sicó". No entanto optámos, e bem, por uma corrida mais perto e bem menos desgastante. Além de nos pouparmos tínhamos ainda como aliciante cumprir uma prova num cenário novo, em pleno "PULMÃO" da cidade de Lisboa que é a Serra de Monsanto.

 

Não se esperava uma corrida fácil até porque o gráfico altimétrico mostrava que se tratava de um percurso tudo menos plano.

 

 

A manhã estava fria mas com muito sol, o que já não foi mau nesta altura do ano. Com a concentração marcada para o Largo dos Paraquedistas logo se constatou que a adesão era grande, tanto em termos de atletas como de público. E também muitos BTTISTAS ajudaram a esta moldura ao longo de toda a corrida.

 

Com um início relativamente fácil e maioritariamente a descer, rapidamente chegámos ao Parque da Serafina. Ultrapassados os primeiros quatro quilómetros os atletas iriam enfrentar o primeiro grande teste à sua forma e capacidade de sofrimento. Haveria que ultrapassar uma subida que, apesar de curta, parecia nunca mais acabar. Cumprida metade da corrida, e logo após o abastecimento de água, os atletas poderiam descansar para o último ataque. Pela frente esperavam-nos cerca de três mil metros sempre a subir até à meta localizada na mesma zona da partida.

 

Foi, como se costuma dizer, uma corrida "muito gira", além de uma novidade para as Tartarugas.

 

Temos um único reparo a fazer à excelente organização. Não obstante se tratar de uma prova com apenas dez quilómetros, um segundo abastecimento de água (por volta dos oito quilómetros) seria bem vindo. A nossa sorte foi o facto da temperatura até estar baixa.

 

Para uma primeira participação consideramos que não estivémos mal. Para o ano é mais um recorde a abater. E, como dizia o Frederico, na primeira participação numa corrida nunca devemos logo dar o máximo, para deixar alguma margem de progressão para a próxima edição em que se espera que o nosso desempenho seja melhor.

 

Seguem-se os 20 KM de Cascais, desejavelmente com menos vento e menos frio do que registado em 2010.

 

Atletas que concluiram a prova: 1024 (663 em 2010)

Vencedor: José Santos (Individual) - Tempo Oficial: 0:34:01

 

FREDERICO SOUSA

Classificação Geral: 708 - Classificação no Escalão M45: 107º

Tempo Oficial: 0:58:22/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:57:54

Tempo médio/Km: 5m:47s  <=> Velocidade média:10,36Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA

Classificação Geral: 558º - Classificação no Escalão M50: 50º

Tempo Oficial: 0:55:02/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:54:34

Tempo médio/Km: 5m:27s  <=> Velocidade média:11,00 Km/h (*)

 

CARLOS GONÇALVES

Classificação Geral: 511º - Classificação no Escalão M50: 46º

Tempo Oficial: 0:54:04/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:53:37

Tempo médio/Km: 5m:22s  <=> Velocidade média: 11,19Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Corridas do mês de Fevereiro

  • 6 - Grande Prémio José Afonso (Grândola - 10 Km)
  •  13 - Grande Prémio do Atlântico (Costa de Caparica - 10 Km)
  • 27 - Corrida da Árvore (Monsanto/Lisboa - 10 Km

Calendário para o mês de Março

  • 6 - 20 KM de Cascais
  • 13 - Corrida das Lezírias (V.F. de Xira - 15 Km)
  • 20 - Meia Maratona de Lisboa (21, 0975 Km)
  • 27 - 12 Km de Salvaterra de Magos
publicado por Carlos M Gonçalves às 00:10

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. MEIA MARATONA DOS DESCOBR...

. CORRE JAMOR

. CORRIDA DA ÁGUA

. MARATONA DO PORTO

. TRAIL DA REAL TAPADA

. CORRIDA DO MONTEPIO

. EDP Maratona de Lisboa

. Vodafone Meia Maratona de...

. Corrida ActivoBank/Clube ...

. CORRIDA FARMACÈUTICOS

.arquivos

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds