Terça-feira, 1 de Agosto de 2017

REGRESSO ÀS AREIAS

Sete sessões de Fisioterapia já cumpridas e com alguns resultados positivos. Uma vontade indómita de regressar aos treinos “a sério”. Com as Maratonas de Lisboa e do Porto no horizonte, decidi, neste arranque de férias, dar início a uma preparação mais cuidada para estar em forma já no próximo dia 15 de Outubro.

 

Assim achei por bem começar com uma corrida ligeira de 10 quilómetros, sem me esforçar muito mas, essencialmente, para dar carga às minhas descansadas pernas.

Domingo dia 30 de Julho. Instalado mesmo em frente à Praia de Quarteira escolhemos iniciar a época balnear na muito badalada mas tranquila Praia do Ancão, no início da Ria Formosa.

 

Enquanto a minha família cuida de todos os preparativos para a ida à praia eu lanço a mim próprio o primeiro desafio de ir a correr. E seria por terra ou à beira mar, ao longo do extenso areal que liga a Marina de Vilamoura até à Quinta do Lago? Quantos quilómetros seriam desde o fim do Calçadão de Quarteira até à Praia do Ancão? Seguramente que menos do que se fizesse o trajecto por estrada. Optei logo por esta segunda versão. Teria pela frente muitas opções de cumprir a dezena de quilómetros nem que, para tal, necessitasse de ir um pouco mais além. E decidi aumentar o risco da minha pequena aventura deixando para trás as minhas sapatilhas de corrida em estrada.

 

Quem chegaria primeiro ao nosso destino? E quanto tempo levaria? Os primeiros prognósticos apontavam para as duas horas. Talvez três ou quatro. “Se demorares mais do que cinco horas liga a avisar-nos.” Na minha cabeça previa uma corrida entre três e quatro quilómetros, o que representava necessariamente, e sem grande risco, chegar ao meu destino em menos de uma hora.

 

Apanhando a maré a descer, e com um piso maioritariamente plano, suficientemente duro e “refrescado”, veio-me à memória as duas Ultra Maratonas Melides Tróia que orgulhosamente desafiei e cumpri. A maior incógnita era saber como os meus pés iriam reagir a correr tanto tempo descalço, sabendo-se que só prescindo de sapatos no banho ou quando entro na cama. Mais uma nova experiência de vida.

  

À hora em que comecei esta odisseia já muitas pessoas estavam na praia. A direito ou evitando algum banhista mais despreocupado, sigo a minha marcha. A Boavista é no Porto mas aqui também há “Boas Vistas”. O Extenso areal até perder de vista, com o mar mesmo ao lado, constroem um cenário perfeito. Estou no meu “habitat” natural. O calor, ainda pouco, e o Sol bem lá no alto, são os meus perfeitos aliados. Não que me queira armar em herói mas muitos outros fugiriam, quase de certeza, desta “empreitada”. E a esta hora também me cruzo com algumas banhistas que, para manterem a sua impecável forma física, empreendem longas caminhadas e, ao mesmo tempo, mantêm a conversa em dia. Uma opção bem mais salutar do que qualquer “Facebook”.

 

Cerca de quarenta minutos após a minha partida de Quarteira encontro-me com a minha família na *Praia do Ancão”. Gonçalo, Loubna e Ana Luísa (a Treinadora) ainda estavam a arrumar as coisas ficando surpreendidos com a minha presença tão cedo. Sigo a minha viagem rumo aos dez quilómetros de corrida. Começo a sentir algo de estranho no meu pé esquerdo. Procuro não dar muita importância. Nada me impediria de chegar até ao fim. Quando faltavam cerca de dois quilómetros inverto o sentido da corrida. Uma hora e dez minutos, dez quilómetros e cem metros, são a medida desta aventura.

 

Entro no mar para arrefecer os músculos. Segue-se uma sessão de alongamentos e de realização de alguns exercícios de fortalecimento muscular.

 

Só então dou alguma atenção aos mal cuidados pés.

 

Pés.jpg

Uma bolha, já rebentada, no pé esquerdo foi a responsável pelo aparecimento de algum sangue entre os dedos. Mas tudo bem. Missão cumprida com êxito. As mazelas apareceriam no dia seguinte com alguma dificuldade de locomoção, principalmente no meu lesionado joelho direito.

 

É a conclusão de que afinal não tenho emenda ao atirar-me de uma forma um pouco inconsciente e desprevenida para certos e desaconselháveis esforços. Segue-se um necessário descanso na perspectiva de poder recomeçar o plano de treinos para as Maratonas que aí vêm.

publicado por Carlos M Gonçalves às 01:00

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. CORRIDA DOS MOINHOS DE PE...

. REGRESSO ÀS AREIAS

. PALMELA RUN

. CORRIDA DO SPORTING

. Corrida das Fogueiras – O...

. CORRIDA DO ORIENTE - Mant...

. CORRIDA DE SANTO ANTÓNIO

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds