Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2015

GRANDE PROVA DO CAMARNAL

100 Corridas.png

 Após cinco anos de ausência as LEBRES E TARTARUGAS regressam ao Camarnal.

 

Em 2010, sabe-se lá como, o Frederico, o nosso especialista em desencantar novas e originais provas, descobriu que, às portas de Lisboa, mais propriamente nas imediações de Alenquer, se iria realizar a Grande Prova do Camarnal.

 

Sendo uma prova totalmente desconhecida para nós, e não admira pois ainda estávamos a dar timidamente os primeiros passos em participações regulares, rumámos a uma desconhecida mas simpática freguesia do concelho de Alenquer. Nessa época quase todas as corridas eram novidade para nós e, invariavelmente, os três atletas TARTARUGAS participavam sempre em conjunto.

 

Inscrevemo-nos, participámos, gostámos e prometemos voltar.

 

Só que nunca mais conseguimos reencontrar o rasto desta corrida, pelo menos por antecipação. Por vezes, e após a mesma se realizar, encontrávamos relatos da Grande Prova do Camarnal. No entanto foi uma corrida que se manteve sempre presente nas nossas cabeças. E todos os anos prometíamos voltar ao Camarnal.

 

Por um acaso, ou talvez não, no final da Corrida São Silvestre Lisboa de 2014 entregaram-nos um prospecto informativo da Grande Prova do Camarnal. Numa época em que tudo é cada vez mais profissional, ainda continua a haver espaço para organizações que continuam a encarnar o mais puro espírito de amadorismo. A começar pelo próprio prospecto que se tratava de uma simples folha em formato A4 com as principais indicações sobre a prova: data, local, preço e forma de inscrição dos atletas. Nada de modernos folhetos/”flyers” promocionais em papel de qualidade.

WP_20150112_19_20_17_Pro.jpg

 Neste ameno domingo de Janeiro as LEBRES E TARTARUGAS partiram à redescoberta de um “amor antigo”. O Carlos Teixeira teve de desistir à última hora em virtude de uma arreliadora lesão que o afecta e ainda sem contornos bem definidos. A sua vaga acabou por ser preenchida pelo Carlos Gonçalves que, por motivos de ordem particular, não se tinha inscrito. O Frederico marcou presença e alargou o convite a dois atletas que já se nos tinham acompanhado recentemente no Grande Prémio do Natal em Lisboa: João Valério e Pedro Júlio.

 

Pouco passava das nove e quinze quando o “autocarro” das LEBRES E TARTARUGAS se fez à estrada rumo à localidade do Camarnal. Tínhamos uma vaga lembrança daquele local. Mas, passados cinco anos, toda a memória se desvanece um pouco. Já depois de termos passado a tabuleta de Alenquer não reencontrávamos o caminho certo. Uma bomba de gasolina era o local perfeito para obter informações sobre o nosso destino. A primeira pessoa que avistámos foi uma agente da GNR, bem parecida por sinal, e que elegemos como a pessoa mais bem colocada para nos dar a informação sobre como chegar ao Camarnal. O atleta de serviço, aliás o que sempre toma a iniciativa quando se trata de falar com elementos do sexo feminino – o Carlos Gonçalves – lá interpelou a jovem agente da GNR. Mas sem grande sucesso … Ela mais parecida assustada com o nosso “ataque” dizendo desconhecer a zona. Pronto. Nada feito. Um pouco mais à frente encontrámos um grupo de ciclistas que certamente nos dariam melhor informação. E assim foi. Passada a primeira rotunda só teríamos de virar à direita e seguir a seta do Camarnal.

 

Finalmente, e tal como nos programas de GPS, “chegámos ao nosso destino”.

 

Estacionado o nosso veículo fomos à procura do local de levantamento dos dorsais. Sem o prevermos marcamos encontro com um “regresso ao passado”. Afinal ainda há provas em que o puro espírito amador continua a imperar. A começar pelo envelope que nos entregaram com os dorsais. Um simples, mas ecológico, saco de papel, normalmente utilizado para embrulhar pão, com a indicação manuscrita do nome da equipa.

WP_20150111_10_14_42_Pro.jpg

Lá dentro estava o “kit” de cada atleta: um dorsal e um cartão para pendurar ao pescoço e entregar no final da corrida. Quanto ao “chip” de controlo de tempos era simplesmente inexistente. Aliás se recuarmos cinco anos o cenário era o mesmo.

WP_20150111_10_14_07_Pro.jpg

 Às dez e meia em ponto é dado o sinal de partida. Olhando em redor apercebemo-nos que talvez não estejam mais de cem atletas. O Frederico alerta para o perigo de algum de nós poder ficar em último.

 

O percurso era composto por duas voltas a um circuito base de cinco quilómetros. Como dizia o Frederico, tirando a subida inicial, tudo o resto era plano. Como ele estava errado. Ou esquecido … O Carlos Teixeira, embora ausente, bem se lembrava das subidas da Bemposta. E passados cinco anos, e apesar de uma maior preparação dos nossos atletas, estas subidas ainda continuam a fazer estragos.

 

O tempo ajudou. Sol e pouco frio. Aliás para o Frederico até estava calor. O percurso era exactamente o mesmo de há cinco anos atrás.

 

A prova inicia-se logo com uma subida um pouco demolidora e para pôr os atletas em sentido. Cada um no seu ritmo faz a corrida em função das suas capacidades e dos seus objectivos.

 

Ultrapassada pela última vez a zona da Bemposta entramos no último e derradeiro quilómetro. Com a meta à vista cada um dá o que pode, e o que não pode, para terminar em beleza a GRANDE PROVA DO CAMARNAL.

 

Após o reencontro das LEBRES E TARTARUGAS a satisfação é total, não sem o Pedro Júlio e o João Valério fazerem questão de lembrar ao Frederico as suas “sábias” palavras quanto ao perfil do percurso.

 

Uma certeza ficou. Para o ano voltaremos.

 

Atletas que concluiram a prova: 205

Vencedor:GETINET GEDAMU (Etiópia) - 0:32:37

 

JOÃO VALÉRIO  (Dorsal Nº127)

Classificação Geral: 17º - Classificação no Escalão: ND

Tempo Oficial: 0:55:26/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:55:14

Tempo médio/Km: 5m:31s <=> Velocidade média: 10,86 Km/h(*)

 

PEDRO JÚLIO (Dorsal Nº128)

Classificação Geral: 198º - Classificação no Escalão: ND

Tempo Oficial: 1:05:06/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:04:00

Tempo médio/Km: 6m:24s <=> Velocidade média: 9,38 Km/h(*)

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº125)

Classificação Geral: 193º - Classificação no Escalão: ND

Tempo Oficial: 1:00:33/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:00:25

Tempo médio/Km: 6m:02s <=> Velocidade média: 9,93 Km/h(*)

 MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº 126)

Classificação Geral: 147º - Classificação no Escalão: ND

Tempo Oficial: 0:50:57/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 0:50:54

Tempo médio/Km: 5m:05s  <=> Velocidade média: 11,79Km/h (*)

 MELHOR TEMPO INDIVIDUAL NA PROVA

 

Calendário para o Mês de Janeiro

  • 11 - Grande Prova do Camarnal (Camarnal/Alenquer) - 10 Km
  • 25 - Grande Prémio do Fim da Europa (Sintra/Cabo da Roca) - 16,945 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 22:51

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. CORRIDA DOS MOINHOS DE PE...

. REGRESSO ÀS AREIAS

. PALMELA RUN

. CORRIDA DO SPORTING

. Corrida das Fogueiras – O...

. CORRIDA DO ORIENTE - Mant...

. CORRIDA DE SANTO ANTÓNIO

. CORRIDA DE BELÉM

. LISBON ECO MARATHON

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds