Terça-feira, 10 de Maio de 2016

CORRIDA DO 1º DE MAIO

No rescaldo de um início de fim de semana com emoções fortes relativamente à luta pelo título de Campeão Nacional de Futebol, os atletas das LEBRES E TARTARUGAS regressaram à competição participando, como habitualmente, na Corrida do 1º de Maio, em Lisboa.

 

Aliás este primeiro domingo de Maio assinala dois factos bem importantes: a reunião dos três fundadores das LEBRES E TARTARUGAS e o regresso do Carlos Gonçalves às corridas de estrada. Desde a Rota da Fonte da Pipa, realizada em Torres Vedras no passado dia 28 de Fevereiro, este atleta tem optado invariavelmente pelas provas de Trail. Por outro lado foi também em Fevereiro a última vez que a nossa equipa esteve presente com o seu núcleo duro, mais precisamente no Grande Prémio de Algueirão/Mem Martins. Entretanto o Frederico lesionou-se num treino, confirmando a sua teoria que mais vale treinar pouco e, preferencialmente, nas provas oficiais.

 

O atletismo é uma modalidade substancialmente diferente do Futebol. Aqui não há Árbitros, Penalties ou Cartões. Cada um corre por si. E, competitivamente falando, é uma modalidade que assume contornos de “David contra Golias”. Quem quer vencer uma corrida, seja em termos de classificação geral seja no respectivo escalão, para sair vitorioso da contenda tem, necessariamente, de ser melhor do que todos os seus adversários. Parece um pouco injusto mas na realidade, salvo alguma influência externa, é das modalidades cujo resultado final em competição é dos mais justos. Ou se é o melhor ou não se é.

 

A Corrida do 1º de Maio é uma das clássicas do atletismo dito popular. A maioria dos atletas inscrevem-se, acima de tudo para se divertirem, para para praticarem desporto e para participarem, à sua maneira, nas comemorações do “DIA DO TRABALHADOR”. Sim porque, mesmo indiferente às opções políticas de cada um, quem é trabalhador tem todo o direito a festejar o seu dia.

 

A Corrida do 1º de Maio continua invariavelmente a atrair centenas de atletas, sejam eles nacionais ou estrangeiros. Os seus principais atributos, que lhe têm granjeado ao longo dos anos a enorme popularidade que todos lhe reconhecem, continuam a assentar em três pilares fundamentais: Organização simples mas à altura das exigências, taxa de inscrição muito acessível, e o facto, já por diversas vezes assinalado, de começar e terminar em plena Pista de Atletismo do Estádio 1º de Maio. O percurso tem sido invariavelmente o mesmo nas últimas edições. Após cumprirmos cerca de meia volta à Pista de atletismo saímos para a rua em direcção ao Campo via Avenida do Brasil. Seguem-se os túneis da Avenida da República até ao Saldanha e daí é sempre a descer até ao Terreiro do Paço. Com sensivelmente metade da prova cumprida os atletas têm de abordar a longa subida desde a Praça do Martim Moniz até ao Areeiro. Segue-se a Avenida João XXI para se descansar um pouco até ao Bairro de Alvalade. As últimas centenas de metros, cumpridas parte delas na Avenida da Igreja, são demolidoras. Chega a parecer que custam mais do que toda a Avenida Almirante Reis.

 

Com a entrada, finalmente, no Estádio 1º de Maio é a glória e o orgulho dos atletas que vem ao de cima.

 

Com a satisfação do dever cumprido os LEBRES E TARTARUGAS reagrupam-se no final, cada um contando as suas peripécias e dificuldades sentidas em mais uma Corrida do 1º de Maio, com a certeza de que ano após ano regressaremos a um palco onde costumamos ser, muito, felizes.

 

Ponto final. Após a reunião das LEBRES E TARTARUGAS cada um voltará a seguir caminhos diferentes. Para quem se sente mais identificados com as corridas de “Trail” segue-se um regresso ao seu “habitat” mais natural. O(s) estradista(s) têm mais alguns quilómetros de alcatrão para devorar. Uma certeza permanece: o nome da nossa equipa continuará a marcar presença em diferentes palcos.

 

Atletas que concluiram a prova: 1431

Vencedor: PEDRO ARSÉNIO (GFR Reboleora) - 0:47:28

 

FREDERICO SOUSA (Dorsal Nº 1370)

Classificação Geral: 1359º - Classificação no Escalão M5054: ND

Tempo Oficial: 1:39:03/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:38:34

Tempo médio/Km: 6m:34s  <=> Velocidade média: 9,13Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº 1271)

Classificação Geral: 502º - Classificação no Escalão M5559: ND

Tempo Oficial: 1:13:53/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:13:24

Tempo médio/Km: 4m:54s  <=> Velocidade média: 12,26Km/h (*)

 

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº 1372)

Classificação Geral: 626º - Classificação no Escalão M5559: ND

Tempo Oficial: 1:16:26/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:41:16

Tempo médio/Km: 5m:04s  <=> Velocidade média: 11,85Km/h (*)

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº 1249)

Classificação Geral: 244º - Classificação no Escalão M5559: 16º

Tempo Oficial: 1:41:29/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 1:15:57

Tempo médio/Km: 5m:04s  <=> Velocidade média: 11,85Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o Mês de Maio

  • 1 - Corrida do 1º de Maio (Lisboa) - 15 Km
  • 8 - Trail Castelo de Abrantes - 15/35 Km
  • 8 - Meia Maratona de Setúbal - 21,0975 Km
  • 14 - UTSM (Portalegre) - 100 Km
  • Provas a definir
publicado por Carlos M Gonçalves às 20:44

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CORRIDA DAS CASTANHAS

. MARATONA DO PORTO

. 20 KMS DE ALMEIRIM

. CORRIDA DO MONTEPIO

. MARATONA DE LISBOA

. CORRIDA SAMS QUADROS

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. CORRIDA DOS MOINHOS DE PE...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds