Terça-feira, 4 de Novembro de 2014

11ª MARATONA DA CIDADE DO PORTO

100 Corridas.png

E vão seis Maratonas de Estrada que os dois representantes das LEBRES E TARTARUGAS concluíram neste primeiro fim de semana de Novembro. Esta é considerada por muitos como a melhor Maratona que se realiza em solo português, e especialmente indicada para quem quer realizar a sua primeira prova nesta distância. O percurso é bastante acessível e, acima de tudo, o apoio popular fica (para melhor) a anos luz do que é costume encontrarmos em provas que se realizam em Lisboa.

 

Apesar do Verão fora de época que tivemos nestas últimas duas semanas as previsões meteorológicas apontavam para um domingo mais frio e, sobretudo, chuvoso na zona do Porto. Mas nesse aspecto o S. Pedro até foi nosso amigo, principalmente para quem terminou a Maratona até cerca das quatro horas e trinta minutos. Já os TARTARUGAS tinham terminado a sua prova, e sofregamente “emborcado" duas imperiais, que, quando regressavam ao carro, começou a chover copiosamente acompanhado de alguns trovões. Bem pensámos nos desgraçados e nas desgraçadas que ainda se encontravam em prova. Provavelmente muitos até desistiram ou tiveram vontade disso perante o dilúvio que se abateu na região do Porto.

 

Às oito e trinta da manhã dá-se o encontro dos dois atletas. Antes de tomarem o respectivo lugar na Grelha de Partida ainda há tempo para a “mijinha” de última hora (os nossos leitores certamente nos perdoarão o termo mais vernáculo aqui utilizado) e para algumas fotos para ilustração do nosso blogue. Como sempre juntam-se muitos atletas no corredor de partida sendo, uma vez mais, batido o recorde de inscrições na prova da MARATONA.

Fotografia0000.jpg

Após o tiro de partida às nove em ponto os atletas tomam de assalto a “pista”. A confusão é de tal maneira grande que só mais de três minutos depois é que cruzamos a Linha de Partida. O congestionamento nos primeiros quilómetros é elevado fruto da primeira parte do percurso ser comum tanto para a Maratona como para a Family Race de dezasseis quilómetros.

 

Na habitual passagem pelo Estádio do Boavista, com a sua imponente Pantera a fazer de guarda às instalações desportivas do popular clube do Bessa, o nosso atleta mais novo – Carlos Texeira – quis deixar a sua marca com um aparatoso tombo sem danos de maior. Talvez estivesse a admirar o animal símbolo do Boavista Futebol Clube e não reparou onde colocou o pé direito torcendo-o e provocando mais uma queda a registar ao seu currículo nestas manobras. Tirando um ligeiro esfolão no cotovelo esquerdo e uma escoriação no joelho direito concluiu que estava em condições de levar esta aventura até ao fim. E desta vez sem ter partido o relógio, para grande preocupação do Carlos Gonçalves.

 

Ao longo das bermas vai-se aglomerando o público a incentivar os seus atletas com cartazes com as palavras de ordem mais adequadas. Mas um cartaz ilustrava a essência do que é uma prova de maratona para os que a encaram na “desportiva”:

 

  • Trinta quilómetros com as Pernas
  • Doze quilómetros com a Mente
  • E cento e noventa e cinco metros com o Coração

 

Durante cerca de vinte e quatro quilómetros os dois TARTARUGAS foram juntos. Como os músculos da perna esquerda do Carlos Gonçalves começaram a dar sinais de recusa, a partir dessa altura transformaram-se em corredores solitários com o Carlos Teixeira a partir para uma maratona em grande nível, mas ainda assim abaixo da edição de 2013. Após o ponto de viragem do percurso começa a contagem decrescente até à meta. Os atletas vão buscar forças onde pensavam já não existirem.

 

Com a entrada na Avenida da Boavista surge a derradeira e ansiada marca dos 41 Km. Já falta pouco e fazem-se as últimas contas para os objectivos de tempos que cada um definiu à partida para esta Maratona. E como o cartaz, que volta a estar presente na parte final da corrida, os últimos metros são feitos mais com o coração do que com as Pernas e com a Mente.

 

TERMINOU.

 

Mais uma Maratona a figurar nas façanhas destes dois atletas amigos e que irão servir como tema de muitas histórias para contarem uma dia mais tarde aos seus netos. Mas também não precisamos de esperar tanto tempo pois temos os nossos colegas de trabalho para fazer corar de inveja quando orgulhosamente lhes relatarmos este feitos e quão serão igualmente úteis para a nossa vida profissional.

017.JPG

No dia oito de Novembro de 2015 regressaremos à cidade Invicta, com a promessa da companhia do Frederico, para disputarmos a décima segunda edição da Maratona do Porto.

 

Atletas que concluiram a prova: 4042

Vencedor: WORKNEH FIKRE SERBESSA (Portugal): 2:13:10

 

CARLOS TEIXEIRA (Dorsal Nº1985)

Classificação Geral: 2147º - Classificação no Escalão M50: 191º

Tempo Oficial: 3:55:27/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 3:52:29

Tempo médio/Km: 5m:31s  <=> Velocidade média: 10,89Km/h (*)

 

CARLOS GONÇALVES (Dorsal Nº2006)

Classificação Geral: 2536º - Classificação no Escalão M55: 123º

Tempo Oficial: 4:03:06/Tempo Cronometrado (Tempo do Chip): 4:00:06

Tempo médio/Km: 5m:41s  <=> Velocidade média: 10,54Km/h (*)

 

(*) - O Tempo médio/Km e a Velocidade média foram calculados em função dos tempos cronometrados (tempo do chip)

 

Calendário para o Mês de Novembro

  • 1 - Trail da Cidade de Torres Vedras - 16 Km
  • 2 - Maratona do Porto - 42,195 Km
  • 9 - Meia Maratona da Nazaré - 21,0975 Km
  • 9 - Corre Jamor (Complexo Desportivo do Jamor) - 10 Km 
  • 16 - Corrida do Monge (Serra de Sintra ) - 11,5 Km
  • 23 - Grande Prémio de Atletismo da Mendiga - 16 Km
publicado por Carlos M Gonçalves às 23:40

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CORRIDA DAS CASTANHAS

. MARATONA DO PORTO

. 20 KMS DE ALMEIRIM

. CORRIDA DO MONTEPIO

. MARATONA DE LISBOA

. CORRIDA SAMS QUADROS

. CORRIDA DO TEJO

. CORRIDA DA LINHA

. MEIA MARATONA DE S. JOÃO ...

. CORRIDA DOS MOINHOS DE PE...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.links

.subscrever feeds